Skol | Operação “Fundo da Folia”

25.mar.2010

Não sou fã de carnaval. Odeio por sinal. Acho uma festa intelectualmente pobre, com dinheiro mal aproveitado, e com fundamentos ideológicamente míopes. No carnaval ninguém passa fome e toda e qualquer cagada humana é facilmente perdoada. Ao invés de ficar resmungando como estou fazendo agora, normalmente fico em silêncio, fico em São Paulo e se possível longe de tudo que me lembre disso. Lembrando que essa é a minha opinião e eu não to nem aí pra quem concorda ou não. Esse não é o assunto desse post.

Agora em março apareceram fotos do que restou por debaixo das águas de Salvador. Imagens chocantes (tem mais no flickr deles), que causam aborrecimento só de olhar, mostram milhares de latas de cerveja e materiais promocionais jogados no fundo do mar. Incrível a pobreza de espírito humana, a falta de educação das pessoas, e o desrespeito com um lugar – que para a maioria – não é chamado de casa.

A mesma indignação que eu senti ao ver as fotos, foi o fator motivador pro pessoal do Global Garbage, por onde tomei conhecimento da causa. Os caras foram lá, mergulharam e começaram a cuidar da casa deles, já que ninguém cuidou. Admirável e muito respeitável. Há esperança em ter gente assim por aí.

Mas tudo pode ser oportunidade para fazer boa comunicação – que não é demérito nesse caso. A F/Nazca, agência que cuida da Skol, indignada também pelas imagens, resolveu não ficar só olhando. Com apoio da própria marca – que certamente não poderia evitar a aprovação, depois da ação de sua controladora AmBev pintando jornais e sites de azul no começo dessa semana – organizaram um mutirão para esse final de semana (dias 27 e 28 de março) com a proposta de invadir as praias do Porto da Barra até a Praia do Cristo, munidos com mergulhadores profissionais, conscientizadores, catadores e voluntários. A dica é do pessoal que trabalha lá na agência e que mandaram o post no site da Skol.

A Skol certamente equilibra seu carma fazendo a ação e garante um lugar na cabeça e na vida das pessoas, que no ano que vem, vão lhe receber mais uma vez para curtir, consumir, contrair doenças e vomitar pelas ruas de Salvador, casa deles, mas também nossa. Independente de qualquer coisa, essa é uma ação madura, genuína e que merece palmas. Pela consciência do pessoal do Global Garbage e consequentemente do pessoal da F/Nazca e Skol.

Comente

  • Carlo Garrido

    Só tenho a dizer.

    O povo tem o governo que merece!!!

    Parabéns pra F/NAZCA e SKOL pela iniciativa mas isto devia fazer parte do nosso hábito.

  • Douglas Braga

    Sou grande fã aqui do Brain!!

    se “esse não é o assunto do post”.

    A opinião que foi vomitada antes não se faria

    necessária mas “essa é a minha opinião e eu não to nem aí pra quem concorda ou não”

    Muito bom o post consciência é tudo!

    • Ivete Leitte

      Acho a ação muito bacana. Achei o texto pior que letra de Axé.

      Arerê.

  • Apesar to tom mal humorado a mais a pura verdade. Vale a pena conferir o site da globalgarbage.org

  • Josué Cabral

    cara não tem nada a ver com carnaval isso, se fosse um show de rock ou rave ia ser a mesma coisa.
    e bem, como não é esse o assunto do post como vc mesmo disse, a skol q se foda, num tá fazendo mais q a obrigação.

    • PPaulo

      Na verdade, a obrigação primária é do cidadão de não ser porco, né? E a secundária, é do governo, em dar infraestrutura suficiente ou providências posteriores, né?

    • beatriz diniz

      exatamente, não tá fazendo mais do que a obrigação – que ainda não é por força da lei, mas, será com a entrada em vigor da Política Naciona de Resíduos Sólidos.

    • marco

      Com certeza não tem nada haver com carnaval e sim com o resultado de uma festa ao lado da praia. muito importante a iniciativa da global garbage e apoio da Skol, representats dos blocos, e outras marcas de cerveja deveriam fazer o mesmo.

      Como disse não fazem mais que a obrigação em reparar o dano ambiental causado.

  • Muito massa, Fim Do Carnaval. só suja nossas praias.

  • Raul Torres

    Ação bem legal mesmo. Skol parece ser uma marca nacional das mais interessantes.

    E Sr. Rodrigo Zannin, parabéns. O primeiro parágrafo foi ótimo! Para provar o quão infeliz és.

    Abs!

  • Vinícius

    Um post desperdiçado. Um assunto muito interessante ficou na sombra de um comentário, esse sim, "intelectualmente pobre".

  • Wil

    hahahahhhaha patético isso. A skol nao quer é se queimar. E pessoal batento palma pra FNazca e Ambev que só estão querendo manter a imagem da marca e evitar a vergonha que pode disperdiçar toda a campanha "consciente" recém lançada. Ou só no fundo de algumas praias baianas é que tem esse absurdo em latas de cerveja? La é onde foi fotografado … isto é, flagrado.

    Merito maximo e total ao pessoal do global garbage. Ai sim.

  • Muito bacana isso, uma bela ação.
    É isso que se espera das empresas em parcerias com sua agências.

  • Desrespeito pela natureza é bastante normal durante e fora do Carnaval, quem está pouco se lixando para o futuro do planeta quando está sóbrio não vai melhorar com o tanque cheio.

    Mas este tipo de ação cria um germezinho que vai acabar mudando a cabeça das pessoas ao longo de décadas, só espero que quando isto finalmente acontecer não seja tarde demais.

    Também não considero o Carnaval algo relevante em minha vida e fico feliz por este ter sido o primeiro ano de minha vida em que não fui incomodado por ele, apesar de já ter curtido bastante a bagunça e não a música em anos anteriores.

    A Skol ganha fama de boazinha e o povo se toca que só faz meleca, todo mundo sai ganhando…

  • Ana

    Concordo, o comentário "intelectualmente pobre" estragou o post, o original dos caras que fotografaram foi bem melhor. Isso acontece quando pseudointelectuais resolvem analisar a cultura popular.

  • Joao

    Isto tem que ser tornar obrigatório. Viva a internet, esta ação só aconteceu devido ao grande buzz negativo gerado na rede, com a divulgação das fotos.

    Triste estas cenas, também quem tava dançando Rebolation, seria muito esperar que não jogasse a latinha ao mar.

  • Lula

    Boa, Zannin!
    Gostei da iniciativa da F/Nazca e da Skol, apesar de desconfiar (e ficar chateado por isso) que a marca talvez não desse a mesma importância ao problema, caso não houvesse divulgação publicitária por trás disso tudo. Um sentimento de merda! Enfim…
    Querendo ou não, é a publicidade trabalhando a favor do meio-ambiente! E no final, todos ficamos "felizes".
    E felizes entre aspas, pois seria muito melhor não ficar feliz por ter que fazer um multirão para limpar a cagada protagonizada pelos infelizes que cometem este tipo de crime ambiental!
    Por isso, parabéns pra todos! Mas, parabéns pra caralho mesmo pro pessoal da Global Garbage!
    Abraços

  • É triste ver que uma ação que deveria ser normal (cuidar das praias, não jogar lixo no mar, etc) tenha que ser "lembrada" apenas em ações de marketing, e não como um fator básico de educação que deveria vir de berço.

    Quando percebemos que agências de comunicação se mostram mais competentes em dar o exemplo do que nossos governantes, temos aí um real motivo para nos preocuparmos com nosso futuro.

  • Paulo Harkot

    Espero que esse evento, voltado para a "limpeza" do nome de uma das co-responsáveis pela geração daquele resíduo todo sirva de exemplo.
    Imagina a quantidade de latinhas de "cerveja que desce redondo" que foram jogadas em todos os lugares onde ocorreram festividades na praia e não teve ninguém para observar, fotografar e divulgar.
    Que o marketing esverdeado não ofusque a razão.
    Paulo Harkot

  • Giovanni

    A ação é muito bacana e, como já disseram, deveria ser obrigatória.

    Com relação ao texto… esse cara é muito chato! Nossinhora!
    "Não sou fã de carnaval. Odeio por sinal. Acho uma festa intelectualmente pobre, com dinheiro mal aproveitado, e com fundamentos ideológicamente míopes."

  • sério,
    é uma vergonha a realidade brasileira!
    depende de nós tentar mudar isso!
    parabéns a SKOL e ao Brain pelo post!
    ABS

  • Adriano

    Skol aproveitando pra pegar ponga na excelente ação de pessoas que realmente tem conscência com o mundo e pensam de maneira sustentável e que não estão apenas na onde Eco atual como certas empresas…

  • beatriz diniz

    Rodrigo, vc é ótimo! Sem dúvida é louvável a iniciativa, porém, é isolada e motivada pela pressão, quando poderia ser planejada e estratégica. As empresas faturam vendendo seus produtos, cujo consumo gera o descarte indevido de embalagens.
    Se as pessoas não são capazes de se responsabilizar pelo lixo que geram ao consumir, entonces, precisam ser educadas para ter higiene e responsabilidade sobre as consequências de largar lixo em tudo quanto é lugar. Se as pessoas jogam cada vez mais lixo em qualquer lugar, então, as empresas devem colaborar para evitar isso. E bem podem ajudar seus consumidores a descartar devidamente as embalagens dos produtos que consomem.
    As empresas não deixam de ser responsáveis pelas embalagens de seus produtos depois de comprados e consumidos. Embalagem ajuda a atrair a atenção do consumidor, carrega apelos de compra, tá na cadeia produtiva. E embalagem que o consumidor faz virar poluição, jogando em qualquer lugar, é propaganda negativa das marcas.

  • Sandra Campos

    Ações como essa são sempre bem vindas, mas é pouco! Será que a Skol vai se lembrar de fazer isso antes do próximo carnaval???? E as autoridades? Continuam quietas? Será que a Skol não vai cobrar nada das autoridades ou tem medo de vender menos cerveja??? Indignados todos estamos, mas cadê atitudes mais concretas? Limpeza o pessoal que escreveu a matéria e fez as fotos (Bernardo Mussi e Francisco Pedro) já fez uma parte…

    • Camila

      Por que as pessoas ficam sempre culpando as autoridades? Tô cheia disso, já! Esse é o nosso novo canal. Todo mundo fala, opina e mostra o que tá acontecendo no mundo. Aposto que as empresas estão ligadas no que estão dizendo sobre elas por aqui! Muita gente já parou de culpar as autoridade, já que pouco tem adiantado e começou a fazer suas proprias escolhas. Afinal, não é o lucro que importa?

  • ANTI

    Quem fica ofendido com o comentário do caro Rodrigo, fica ofendido porque também é míope, mas não tem importância, você – o ofendido – nunca vai entender mesmo, você faz parte da maioria intelectualmente pobre dessa nação.

  • carnaval já foi, agora é a páscoa que está chegando = MAIS lixo

    onde será que vão parar todas as embalagens plásticas de ovos de páscoa?
    só lembrando que elas levam alguns centenas de anos para se decompor…

    o povo é ignorante e as empresas só pensam em vender

  • Priscila

    O Marketing social é a grande sacada dos novos tempos. Mas nada contra… estamos falando de uma empresa e como qualquer uma precisa de lucro. Ainda bem que, por tabela, eles ajudam o meio ambiente. Parabéns aos envolvidos!

  • A F/Nazca e Skol só participaram de forma positiva da ação por causa do aparecimento dessas fotos, senão esse lixo todo ia permanecer ali no mar por milhares de anos, apenas acumulando com os próximos carnavais.

  • Anti

    Se uma festa é intelectualmente rica, não é uma festa.

  • black

    AAhhh você gosta de folia, bebida e orgia…. que legal, saiba que tudo, absolutamente tudo que é perfeito nesse mundo ( e pra você ) você destrói com essa sua escolha.

    Puritano, eu? Se você acha que merece o ar que respira nesse mundo, você já é ogulhoso demais.

    Mesmo dando tudo para as pessoas, elas, como animais, preferem a morte.

    Um salve para a FEMA, que está prestes a acabar com esse problema, animais de mais no mundo.

  • Manuel

    Ideologicamente não possui acento.

  • @acaboudesair

    ação realmente madura, genuína e que mereceria palma seria evitar ou minimizar ao máximo esse tipo de comportamento, né não AMBEV?

    Engraçado como tem empresas que transformam oportunidade em oportunismo e ainda saem como boazinha na história.

  • Luiz

    Excelente a atitude do pessoal do Global Garbage e muito infeliz esse post puxa-saco da F/Nasca. A agência não fez mais que sua obrigação pra tentar encobrir o cliente que polui muito e vai continuar poluindo e foda-se o meio ambiente. O importante são as vendas de milhares de latinhas que não vão ser retiradas em uma bela ação de 2 longos dias. Palhaçada! Vou pensar duas vezes e comprar uma Skol.

  • Camila

    A agência agiu certo para camuflar e assim amenizar o impacto que com certeza a marca vai sofrer. Mas, acho que eles vacilaram, poderiam ter pensado numa ação que viesse antes das latinhas chegarem ao fundo do mar e atrapalhar os rolé do nemo. Aí sim, ganhar dinheiro, educando a galera.

    Ahh, e parabéns pra galera do GLOBAL GARBAGE tem que divulgar essas sujeiras mesmo.