Clicky

Agência brasileira imagina como seria um rebranding global da Xiaomi

A proposta seria para ajudar a globalizar a gigante chinesa, que já é a 3ª marca de smartphones mais vendida no mundo

30.jan.2015

Inspirada por estudos de caso como o do estudante Andrew Kim, que propôs um novo visual para a marca da Microsoft, a agência brasileira Neelkeen se propôs um interessante desafio: criar uma nova identidade para a gigante chinesa Xiaomi, tirando um pouco do ‘look and feel’ asiático e propondo algo mais global.

A Xiaomi é hoje considerada a 3ª marca de smartphone mais vendida no mundo, número elevadíssimo inclusive pela sua enorme presença no mercado asiático, que é bastante populoso. No entanto, a Xiaomi ainda mantém muito do seu lado oriental – por exemplo, atualmente a mascote da marca tem uma estrelinha vermelha no gorro. Qualquer semelhança com a bandeira da China não é acidental.

mascote-xiaomi-atual

Em apenas 3 dias de trabalho focado, a Neelkeen criou o conceito “you and Mi”, que reforçaria o relacionamento dos consumidores com a marca Mi e traria um ar mais globalizado para a marca.

XIAOMI-positioning.004

Um novo ícone, apelidado de “feedback infinito”, também representa a dinâmica dos fãs com a marca. Criado pelo designer Daniel Gouw, o pictograma pode ser compreendido por diversas culturas, o que ajuda a superar qualquer resistência que consumidores ocidentais venham a ter com produtos de origem chinesa. “Mais do que simplesmente internacionalizar o visual da marca, queríamos que o símbolo representasse a união entre a Mi e os seus fãs”, explica ele.

xiaomi-rebranding xiaomi-rebranding2 xiaomi-rebranding3 xiaomi-rebranding-capa

Os resultados podem ser conferidos no site youandmi.co, onde o estudo é apresentado.

xiaomi-rebranding-4 xiaomi-rebranding-5

Quem disse que apenas os gringos fazem bons trabalhos conceituais, não é mesmo?

Comente