sousanis1

Educador apresentou sua tese de doutorado em forma de história em quadrinhos

Tese trata da relação entre palavras e imagens na literatura

2.jul.2015

No final do ano passado, o educador Nick Sousanis recebeu seu doutorado em educação pela Universidade de Columbia com uma tese inusitada: uma história em quadrinhos. Intitulada “Unflattening”, a tese trata da importância do pensamento visual no ensino, fazendo uma relação entre palavras e imagens na cultura ocidental.

Abaixo, você pode ver algumas páginas do trabalho de Sousanis. É interessante ver que a academia não é tão quadrada quanto as pessoas imaginam e, quem sabe, aqui também seja possível conseguir um doutorado sem ficar preso às regras da ABNT.

sousanis2
sousanis3
sousanis4
sousanis5
sousanis6

Comente

  • Isso foi simplesmente genial. E, aparetemente, muito bem executado!

  • Esron Silva

    Caraca, arrepiei.

  • Maquiavel: Monsieur du safadôn

    Foda mermo, chupa Liefield!

  • disqus_8O6CuolNcZ

    As vezes a pessoa perde um tempo formatando a monografia nas normas ABTN, que poderiam ser gastas no conteúdo do trabalho, que é o que deveria importar mais. A forma importa, mas o conteúdo sempre é o que vale. Show de bola.

  • Humanas… tinha que ser de Humanas.

  • macleodd

    povo de humanas ta com muito tempo sobrando

    • Lucas Lameira

      E talento também. ;-)

      • Cristiano Silva Gomes

        Lucas wins! rsss

      • Willian Berserk

        lucas Fucking wins forever , perfect!

  • Marcella Abreu

    Como ter acesso a tese completa? Preciso ler essa maravilha

  • Marcella Abreu

    Minha orientadora apresentou a tese em documentário. Mas a dissertação nas normas ABNT foi obrigatória. O documentário foi como um anexo que a banca permitiu que ela acrescentasse a apresentação.

  • Fontana

    Tenta fazer por aqui uma monografia ou tese que não esteja nas normas da ABNT. É reprovação sumária! O problema está menos nas pessoas que se sujeitam a ficar horas formando seus trabalhos e mais nas bancas quadradas que exigem esse tipo de coisa. Até porque, a ABNT não passa de um conjunto de “tendências para o verão”. Afinal, mudam constantemente e resultam numa despadronização ridicula dos trabalhos acadêmicos

  • Olha, geralmente o que acontece com cursos menos tradicionais, é a apresentação de um trabalho-resultado, e também um trabalho-ABNT. Nas Artes/Design geralmente é assim, você tem o seu trabalho (uma peça, uma sessão de obras, um produto), e você ainda entrega um relatório/pesquisa, com base na ABNT (que é brasileira. Outros países têm as próprias regras [o B da ABNT é de Brasileira {Associação Brasileira de Normas Técnicas}]).
    Na real, quem se forma nesse tipo de curso acaba apresentando dois trabalhos, o que deixa tudo ainda mais foda! (e mais interessante para quem não está no meio acadêmico e toma contato com o resultado mais prático da pesquisa).
    Aqui mesmo vcs já mostraram vídeos de galera de PP que apresentou a monografia em forma de vídeo. Uma coisa é a apresentação, outra o trabalho impresso, enfim… O trabalho apresentado na matéria é espetacular!

  • Jose Decio de Alencar

    Minha esperança é que a academia brasileira deixe de ser quadrada e admita a realidade de que criatividade e capacidade de inovar são atributos humanos naturais e podem existir na cabeça de qualquer pessoa de dentro e de fora da universidade e que ela entenda que apoiar boas ideias é a unica de seja quem for e de qualquer lugar que venham, é a unica forma de vencermos os grandes desafios impostos pela realidade atual. Jose Décio de Alencar -IFC – Blumenau -SC

  • Jorge Ferreira

    Que foda, eu apresentei meu projeto de TCC em jornalismo como uma história em quadrinhos também. É lindo ver essa forma de arte se consagrando e ganhando relevância mundo afora.

  • M

    “quem sabe, aqui também seja possível conseguir um doutorado sem ficar preso às regras da ABNT.”

    Só que não. Diga isso à CAPES…

  • Robson Costa

    Nota 10. Sou pesquisador de HQs há 11 anos e achei maravilhoso. Só lembrando também que as normas da ABNT não são baboseira ou para encher o saco. Elas são de suma importância para que a ciência possa ser armazenada e tenha sua informação recuperada para outros pesquisadores de forma correta e satisfatória. Elas são mais importantes do que parecem. Pois ajudam, e muito o ciclo da ciência para recuperação e disseminação do conhecimento científico. Então é necessário citações feitas corretamente, referências corretas, etc…

  • Marcelo Scaff Marques

    A tese que ele apresenta em HQ não é simplesmente só a importância do aspecto visual no ensino, relacionando IMAGEM e PALAVRA na cultura ocidental, não. Bom artigo que compartilha isso conosco, mas… Talvez, quem escreveu matéria não tenha lido completamente ou não saiba o significado de “comics”, grafic novel, Sequential Art, fumetti, manga, e outros termos que denominam a mesma coisa. QUADRINHO. Ele até abre o texto apresentando as diversas formas de se denominar “Arte Sequencial”, comuita semiótica, que lembra o trabalho de Scott McCloud (Desvendando os Quadrinhos), fazendo na sua tese sobre os conceitos citados neste artigo, “em quadrinhos”, uma metalinguagem sobre is próprios “quadrinhos”.
    Very Nice! :)

  • Getulio Vargas Cavalcanti

    Demais , conheci agora , mas é muito bacana isso.

  • jose carlos neves

    meus desenhos,maquetes,esculturas,replicas de armamentos.. https://www.facebook.com/ARTE-Fant%C3%A1stica-193897540981420/