Clicky

Pouco Pixel 18 – O futuro era 8 bit

O elo perdido entre o Atari e o Nintendinho

24.ago.2015

Pouca gente se dá conta, mas os computadores 8 bit foram o verdadeiro elo perdido entre o primitivo Atari 2600 e o revolucionário Nintendinho. Adriano Brandão e Danilo Silvestre vestem ombreiras, passam gel no cabelo e mergulham fundo no futuro oitentista dos home computers – MSX, ZX Spectrum, Commodore 64, Apple II… A graça era jogar ou fazer a traquitana toda funcionar? Como surgiu a incrível variedade das escolas nacionais de gameplay? Por que os jogos espanhóis eram tão leeeeeentoooosssss…

 

Download | iTunes | Feed

00:01:22 – O futuro era 8 bit
00:59:14 – Debate de bolso
01:23:56 – Cartinhas
01:37:49 – Extras do diretor

Os famosos links no post

> Jogos mencionados: “Konami’s Soccer“, “El Capitán Trueno“, “L’Heritage“, “H.E.R.O.“, “Kung-Fu Master“, “Prince of Persia“, “Golden Axe“, “Altered Beast“, “Renegade“, “California Games“, “Alone in the Dark“, “Out of this World“, “Pelé’s Soccer
Os computadores MSX brasileiros: o Hotbit da Sharp e o Expert da Gradiente
ZX Spectrum inglês e seu clone brasileiro, o TK-90; e os americanos Commodore 64 e Apple II
Os estranhos meios de entrada dos home computersfitas cassetescartuchos e floppy disks
Jogos isométricos de labirinto ingleses: “Knight Lore” e “Batman” (e um descendente espanhol, “La abadía del crimen“)
Ultima” e “Metal Gear“, longas séries nascidas no Commodore 64 e no MSX, respectivamente
A estética da revista Métal Hurlant se espalhando em jogos espanhóis como “Phantis
Knightmare” e “Nemesis“, bullet hells da Konami para MSX
Magical Kid Wiz” e “The Stone of Wisdom“, tentativas de Sony e Casio na criação de jogos para MSX

Groselhas

O nome do jogador espanhol Míchel (apelido de José Miguel González Martín del Campo) se pronuncia Mítchel e não Michél, à francesa

O som do episódio

As loucuras inglesas para o ZX Spectrum!

Comente