Clicky

Pouco Pixel 15 – Crítica e autocrítica

No princípio era o jogo. Depois veio o verbo

3.ago.2015

No princípio era o jogo. Depois veio o verbo. Quase tão natural quanto pegar o joystick e jogar um videogame é falar sobre ele. Adriano Brandão e Danilo Silvestre filosofam sobre a crítica de games. Afinal, ela existe? É possível fazer jornalismo de verdade sobre videogames? Como escapar da mera propaganda ou, pior ainda, do fanboyismo estéril? Dá para extrair insights mais profundos de um assunto que cabe tão naturalmente no mundo do entretenimento?

Download | iTunes | Feed

00:02:04 – Crítica e autocrítica
01:02:05 – Debate de bolso
01:23:39 – Cartinhas
01:32:08 – Extras do diretor

Os famosos links no post

Posts relacionados: “Ninja Gaiden“, “Mega Man 3“, “Super Mario Bros.“, “The Simpsons: Bart vs. the Space Mutants” e “Space Harrier” (uia, não falamos de “Shenmue” ou “Battletoads“!)
Antigas revistas brasileiras sobre videogame que podem ser relidas na internet: Ação GamesVideo GameSuper GameGame Power e Super Game Power
> Nintendo Fan Club e seu periódico mensal, o Nintendo Fan Club News, que deu origem à mais famosa revista de games da história, a Nintendo Power
> E a Tectoy criou um fã clube para o Master System no Brasil, o Master Club; ele tinha um programete de TV, o Master Dicas Tectoy, veiculado em intervalos da TV Globo (e apresentado por um muito jovem Rodrigo Faro)
GamePro TV, o ultra cafona infomercial que a revista americana GamePro produziu em 1991 (e que, sabe-se lá por que raios, passou na TV a cabo brasileira muitos anos depois)
O bizarro “Mario 128“, na verdade um demo de tecnologia do Game Cube
carta de rompimento do nosso Danilo com a revista Nintendo World, publicada na edição 28, de dezembro de 2000: o design do Game Cube foi a gota d’água
O livro “1001 videogames para jogar antes de morrer“, a incursão da série “1001” no mundo dos jogos
O aborrecido “Video Games: The Movie“, uma espécie de desfile de heróis da história dos videogames
A série “Angry Video Game Nerd“: é possível tirar lições valiosas de aparente palhaçada
Uma tentativa de jornalismo inteligente e independente de videogames: a publicação americana Kill Screen
Números: apesar de sermos a 7ª economia do mundo em termos absolutos (FMI, 2014), estamos num distante 60º lugar em riqueza per capita (FMI, 2014). Com o que produzimos, é difícil sustentar a 5ª maior população do planeta; se serve de consolo, o mesmo problema também é encarado por gigantes como China (1ª em população, 79ª em riqueza por pessoa), Índia (2ª e 143ª) e Indonésia (4ª e 118ª).

Groselhas

A Semana em Ação era uma revista sobre esportes e lazer (e não um resumo geral da semana), publicada pela Editora Abril. Apenas o seu spin-off sobre videogames, a Ação Games, é que foi publicado pela Editora Azul.

O som do episódio

Planet Arrakis, known as Dune, land of sand, home of the Spice… Mélaaaaaange…

Comente