Clicky

Pouco Pixel 8 – Pixelnomics

Grana, bufunfa, dim-dim, dinheiro!

15.jun.2015

Grana, bufunfa, dim-dim, dinheiro! O que tornou os videogames a maior indústria de entretenimento da atualidade? Adriano Brandão e Danilo Silvestre tentam desvendar todos os aspectos desse negócio complexo e fascinante que gera não somente nossos queridos joguinhos, mas também milhões de empregos e, claro, muitos, muitos dólares!

Download | iTunes | Feed

00:00:58 – Pixelnomics
01:07:53 – Debate de bolso
01:27:34 – Cartinhas
01:36:05 – Extras do diretor

Os famosos links no post

Posts relacionados: “The Ultimate Stuntman“, “Super Mario Bros.“, “Pinball Fantasies“, “Adventure“, “H.E.R.O.“, “Tetris“, “FIFA 98“, “Top Gear
Os preços dos principais consoles em seus lançamentos, ajustados à inflação
Comparando as receitas das indústrias de games, filmes e música
Um artigo muito bacana sobre a Taito do Brasil
Lembra como era a inflação no Brasil nos anos 80?
Alguns engines famosos: Quake EngineUnreal EngineScummiMuseEuphoria
O tal aterro nos quais foram enterrados milhões de cartuchos de Atari
Os infames jogos de sexo do Atari
Os não menos infames jogos bíblicos do Nintendinho (e o impagável “Super Noah’s Ark 3D” do Super Nintendo)
Quanto você pagaria por este jogo? Não fale agora!
> GameStop, a maior cadeia de jogos usados da América do Norte
Lançamentos de jogos em mídia física vs. mídia digital em 2014
Steam e as Steam Machines (um bom nome de banda, hein?)
Data venia! As principais ações judiciais da história do videogame: Atari vs. PhilipsAtari vs. ActivisionUniversal vs. NintendoNintendo vs. TengenNintendo vs. Game GenieNintendo vs. Blockbuster
Bonus trackUniversal Studios vs. Betamax

Groselhas

Na verdade, não foi a Tengen que inventou o método de choque para desativar a proteção antipirataria do NES. Ele foi criado ao mesmo tempo por diversos desenvolvedores e só foi adotado pela Tengen quando seu método original, que envolvia engenharia reversa do software da Nintendo, foi condenado por violação de patente na justiça americana. Por outro lado, o sistema de choque manteve-se legal e por isso acabou adotado universalmente.
O “Tetris” da Tengen teve pouco tempo de vida no mercado americano. A Nintendo conseguiu provar na justiça que a licença do jogo russo que a Atari tinha valia somente para arcades, forçando o recolhimento de todos os cartuchos. Hoje o “Tetris” da Tengen é peça rara de colecionador. Ah, e seu cartucho é preto, não dourado!

O som do episódio

A música da Technos em todo seu esplendor.

Comente