Clicky

Pouco Pixel 21 – Não assalte outros navios!

Consoles compatíveis, cartuchos de procedência duvidosa... quem nunca?

14.set.2015

Porque pirataria é crime! Adriano Brandão e Danilo Silvestre contam histórias que ouviram por aí sobre consoles “compatíveis”, cartuchos de procedência duvidosa e táticas pra lá de trabalhosas para se conseguir um joguinho. O que foi a Reserva de Mercado de Informática? Quantos nomes diferentes um mesmo jogo podia receber? Você já comprou jogo de baciada?

Download | iTunes | Feed

00:01:23 – Não assalte outros navios!
00:49:24 – Debate de bolso
01:09:18 – Cartinhas
01:11:13 – Extras do diretor

Os famosos links no post

> Jogos mencionados: “Super Mario Bros.“, “L’Héritage“, “FIFA 98“, “Konami’s Soccer“, “Shenmue“, “Red Alert” e “Pinball Fantasies
> A bizarra lei da Reserva de Mercado de Informática, que proibia a importação de equipamentos eletrônicos e, na prática, liberava aparelhos clonados e “compatíveis”. Ela tinha prazo de validade: 8 anos. Durou de 1984 a 1992
> Um excelente artigo sobre todas as encarnações do Atari 2600 no Brasil. Veja lá o Dynavision 1 e o Super Game, da CCE
> O “compatível” da Dynacom com o Nintendinho era o esquisitíssimo Dynavision 2 – imagine jogar “Super Mario” com um joystick analógico! A loucura continuou com o Dynavision 3 e terminou no Dynavision 4 – o “radical”
> Compara só o Phantom System, “compatível” NES da Gradiente, com o Atari 7800
> A lendária Galeria Pagé, em São Paulo, ainda existe. Mas tem “novo posicionamento” ;-)

O som do episódio

A tracker music sueca de Olof Gustafsson (lembra “Pinball Fantasies“?)

Mande cartinhas!

Aqui nos comentários, no nosso Twitter, no nosso Facebook ou por e-mail, direto no nosso site. Valeu!

Comente