Clicky

Pouco Pixel 29 – Histórias da mamãe Atari

A grande pioneira dos games, do Pong ao Jaguar

16.nov.2015

Se o video game tem uma mãe, ela só pode ser a Atari. Adriano Brandão e Danilo Silvestre contam histórias – e a história – da grande pioneira dos jogos eletrônicos, do Pong ao Jaguar, passando pelo inesquecível 2600. Como surgiu o console com cartuchos intercambiáveis? Como a Atari conseguiu quebrar o mercado de games duas vezes? E qual a relação entre video games e álbuns de figurinhas?

Download | iTunes | Feed

00:02:08 – Histórias da mamãe Atari
00:51:19 – Debate de bolso
01:07:55 – Cartinhas

Os famosos links no post

Jogos mencionados: todos do Atari 2600, mais “Alone in the Dark
Troque as baterias se o jogo parecer esquisito“: o mundo maravilhoso da eletrônica pré-microprocessador
Fairchild Channel F, o inventor dos cartuchos
Achou que era piada? Nolan Bushnell, o fundador da Atari, realmente abriu uma pizzaria
Manual de “River Raid“, um exemplo do cuidado da Activision com seus programadores
Achou que era piada? Os inimigos de “Megamania” são mesmo ferros de passar e sanduíches
O arcade “Clowns“, da Midway, um exemplo de jogabilidade simples e engenhosa
O costumeiramente agressivo e inusitadamente mentiroso comercial “Do the math” do Jaguar
O episódio do podcast Freakonomics sobre terrorismo
O podcast Mamilos, nosso irmão da família B9, que está completando um ano!
Abobo’s Big Adventure“, o inoxidável flash game do nosso vilão preferido

Groselhas

O nome do jogo da Atari que inspirou “Enduro“, da Activision, é “Night Driver“, não “Night Rider”
Infogrames, obviamente, não comprou toda a Hasbro, mas somente sua divisão de entretenimento eletrônico – inclusive a Atari

O som do episódio

Música de Atari! Mas não do 2600, claro: chiptune music do Atari ST, um dos computadores mais usados para a criação desse tipo de música, até hoje.

Mande cartinhas!

Aqui nos comentários, no nosso Twitter, no nosso Facebook ou por e-mail, direto no nosso site. Valeu!

Comente