Clicky

“O Coração do Mundo”: Histórias recentes do Oriente Médio

A segunda temporada do Projeto Humanos explorará os vários lados dos recentes conflitos

19.jan.2016

A segunda temporada do Projeto Humanos estreia em Março e buscará registrar diversas experiências vividas por brasileiros e refugiados dos recentes conflitos do Oriente Médio. Para a divulgação dela, lançamos um Episódio Zero, de 25 minutos, que mostra sua proposta.

O nome da segunda temporada foi inspirado num post de Facebook da MTV Syria, no qual apresentava uma imagem do país como um coração que irradiava para o resto do planeta.

Diferente da primeira temporada As Filhas da Guerra, que focou-se numa única história, O Coração do Mundo funcionará como uma trama de diversas narrativas, buscando montar uma linha do tempo que nos faça entender melhor a dimensão humana dos conflitos de vários lados.

Alguns dos personagens são:

Francesco Tessitore, brasileiro radicado nos EUA, parte dos US Marines desde 1993, que lutou nas guerras do Afeganistão e Iraque, além de ser interrogador de prisioneiros de guerra;

Klester Cavalcanti, jornalista e autor do livro “Dias de Inferno na Síria”, onde narra o episódio em que foi preso durante sua visita ao país em 2012;

André Fran, jornalista e apresentador do programa Que Mundo é Esse? (Globo News), que cobriu o dia-a-dia de pessoas do Curdistão Iraquiano;

Heiko Seibold, soldado alemão que encontra-se atualmente no Curdistão Iraquiano, lutando diariamente na linha de frente contra as forças do autointitulado Estado Islâmico.

Também serão apresentadas vidas de refugiados, brasileiros em missões humanitárias e testemunhas de eventos significativos nos últimos 15 anos.

A temporada também contará com vozes de especialistas em islamismo e Oriente Médio, entre eles a pesquisadora Francirosy Campos Barbosa (USP) e o pesquisador Paulo Hilu (UFF). Assim, os programas também buscarão explicar um pouco mais da complexidade e diversas vertentes da religião muçulmana.

A música tema utilizada foi cordialmente cedida pela banda síria Khebez Dawle e se chama “Bel Share’”, que significa “Na Rua”. É uma linda peça artística a favor da liberdade no país, e você pode conferir o vídeo e sua letra logo abaixo.

Na rua
Na rua hoje, eu encontro a mim mesmo
Cem cores
Agora eu posso expressar-me sobre mim e você
Eu posso escrever meu nome e o seu
Entre aqui e ali,
de uma vizinhança a outra.

E agora, simplesmente, podemos viver na rua. (x2)

Na rua hoje, minha voz e a sua podem ser ouvidas
de todo o lugar do mundo.
O tempo respira liberdade conosco
e o mundo permanece o que é,
mas nós somos aqueles que podem mudar.

E agora, simplesmente, podemos viver na rua. (x2)

Compartilhem a novidade nas redes sociais utilizando as hashtags #ProjetoHumanos e #OCoraçãoDoMundo.

Também no B9

Comente