barbie-diversidade

Barbie abraça diversidade com bonecas de tipos de corpo e tons de pele variados

É a primeira grande mudança da Barbie em 57 anos

28.jan.2016

Nos últimos anos a Mattel, fabricante da Barbie, tem lentamente abraçado a diversidade na sua famosa linha de bonecas. A Barbie “Fashionista”, lançada em julho do ano passado, foi a primeira a ter bonecas com 8 tons de pele diferentes, bem como a opção de pés móveis para que elas pudessem usar sapatos sem salto. Agora a Mattel mostrou que pretende investir pesado nesse aspecto, trazendo para a Barbie a maior mudança da sua história.

Segundo a revista TIME, que colocou a icônica boneca na sua capa deste mês, as Barbie terão agora três novos moldes: “Petite”, “Tall” e “Curvy”. A Barbie com formato original também continua em produção. Todas elas serão vendidas a partir deste ano e em 7 tons de pele diferentes. No vídeo abaixo a Mattel mostra como foi o processo de criação desses novos modelos e o que motivou a mudança.

Mudanças assim podem parecer pouco significativas mas é possível argumentar que elas têm um impacto muito grande no público da Barbie, que é o infanto-juvenil. Afinal de contas, como podemos ver no caso do garoto brasileiro que curtiu o boneco do Finn, elas se identificam mais. Ao mesmo tempo essa mudança pode ser a solução ideal para a Mattel, que percebeu uma queda nas vendas da Barbie nos últimos tempos.

Comente

  • Heisen

    Tem nada de ideologia nisso aí não, é só oportunidade de mercado mesmo…

    • Adriano Marques

      Mas quando o mercado larga uma velha ideologia pra começar a abraçar uma nova e melhor, já temos um avanço.

      • Heisen

        Não é ideologia, é vendas. Se tem gente pagando (bem) por algo, aí esse produto é disponibilizado. Óbvio que do lado dos consumidores é a ideologia que tem motivado esse interesse de compra. O consumidor está disposto a comprar, há um volume de venda substancial e ainda ganhos de imagens pra marca? O mercado irá fornecer.

        • Leonard Castro

          O mundo que você vive é só esse o do mercado de vendas? Lucro vai ser sempre o objetivo das grandes corporações, mas quando uma mudança de atitude no comportamento de uma gigante prevê a diversidade, importa menos se ela está ganhando mais vendas e importa muito mais se ela permiti que o universo lúdico das crianças seja contemplado com diferenças.

          Desculpe-me as você conhece muito pouco sobre educação na primeira infância, já virou adulto a tanto tempo que não consegue perceber ou nem sabe quão importante é essa fase para o ser humano.

          Consumo sempre vai existir, mas cada vez mais nos capacitamos para escolher melhor.

          Espero que aprenda mais sobre a infância para que seus filhos não sejam prejudicados com uma percepção tão inútil .

          • Por mais que a intenção da empresa seja o lucro e a propaganda “socialmente correta”, o que interessa é que pessoas fora dela se beneficiarão com isso. Mas não há interesse nobre por trás da movimentação da empresa. Isso é verdade!

          • Heisen

            Sim, no mundo em que eu vivo uma gigante multinacional fabricante de brinquedos só se importa com vendas e lucro.

        • Adriano Marques

          Cara, todo mundo aqui sabe disso. Mas você não acha melhor do que como era antes? Essa é a questão.

    • Verdade nua e crua! Como toda campanha ecológica/social de qualquer empresa “capitalista” do mundo. Não é nada além de propaganda.