capa-b9-s02e40

Pouco Pixel 40 – Your base is under attack!

Quando a guerra de soldados em miniatura ganha vida

28.mar.2016

Se existe um gênero nerd de video game, ele só pode ser o RTS – real time strategyAdriano Brandão e Danilo Silvestre destrincham o fenômeno dos jogos que simulam batalhas, gestão de recursos e evolução tecnológica e debatem: qual a diferença entre a estratégia em turnos e a estratégia em tempo real? Seriam esses games descendentes dos velhos e bons jogos de tabuleiro? Rola RTS em console ou… sem mouse não dá?

Download | iTunes | Feed

00:02:25 – Your base is under attack!
01:02:43 – Debate de bolso
01:22:13 – Cartinhas
01:30:48 – Extras do diretor

Os famosos links no post

Jogos mencionados: só resenhamos “Red Alert” e “Commandos“, mas vale dar uma olhada em gameplays de “Civilization“, “Dune II“, “Command & Conquer“, “Warcraft“, “Warcraft II“, “StarCraft“, “Tiberian Sun“, “Dune 2000“, “Total Annihilation” e “Age of Empires
Seriam os war games de miniaturas os embriões dos video games?
Barren Realms Elite” e outros door games de BBS
Os livros de Frank Herbert, a origem da série “Duna” (e também de “Star Wars”, “Game of Thrones”…)
O humor involuntário dos vídeos de “Red Alert
Fernando Vannucci: “a África do Sul é logo ali
Pelé’s Soccer 64“, a incrível ~descoberta~ do nosso ouvinte Deivid Onório

Groselhas

O nome do verme da areia na língua dos Fremen (os habitantes nativos de Arrakis, o planeta também conhecido como Duna) é Shai-Hulud

O som do episódio

As civilizações… das eras do império e da mitologia. Sim!

Mande cartinhas!

Aqui nos comentários, no nosso Twitter, no nosso Facebook ou por e-mail, direto no nosso site. Valeu!

Comente

  • Patrícia

    Dizem as más línguas* que o grande lance das Olimpíadas é que um bando de gente gostosa e sarada naqueles alojamentos acaba mesmo é em suruba. XD

    Realmente, não parei pra pensar se olimpíadas perderam o sentido nos dias de hoje. Acho que ninguém pensou nisso, na verdade. É uma boa reflexão, e ao mesmo acho que seria um grande tabu entrar no assunto. Afinal, quem vai querer admitir que isso perdeu a graça?


    *Ou línguas safadeeenhas, se preferirem.

    • Raphael Lamour

      Com certeza, a parte mais “divertida” das olimpíadas é dentro dos alojamentos =)

    • Felipe Maroto

      Inclusive acho que se os esportes praticados dentro dos alojamentos fossem transmitidos pela TV, as Olimpíadas voltariam a ter a graça e o prestígio que outrora tiveram.

  • O jogo de faroeste parecido com Commandos é Desperado, tinha dois dele pelo que lembro e era bem maneiro e absurdamente difícil.

  • Rodrigo Pillotto

    Sempre fui uma negação em RTS, curtia demais, mas não conseguia ser minimamente bom em nenhum deles, e olha que joguei quase todos os citados. O único que consegui tem um certo sucesso foi em um bem simplista, que veio em uma edição da CD Expert, o Dark Colony.

  • Raphael Lamour

    O que acham de um episódio sobre as revistas de games de nossa época? SuperGame, Ação Games, SuperGamePower! Época que mais consumi revistas e que o sagrado MegaDrive batalhava contra o império da Nintendo!

    E sem falar que, quando sai um também sobre os fliperamas! Aqui, temporada de praia na infância, significava fliper toda noite com clássicos como capitão comando, street fighter alpha, marvel super heroes, last blade e o melhor de todos King of Fighters!

    Preciso instalar um emulador urgente, cada episódio só dá mais nostalgia de jogar games velhos!

    • Ivo

      Seria legal sobre revistas sim, mas que não fosse zoando totalmente elas como tem acontecido em alguns casts. Seria legal falar a importância delas, como elas moldaram a gente e cia.

    • adrianosbr

      Opa, valeu :) Olha só, já fizemos episódios sobre fliperamas (foi um dos primeiros, acho que é o número 3) e sobre jornalismo de videogames (chuto que seja o 14). O sobre jornalismo é mais abrangente do que revistas, mas falamos delas sim e… bem, não fizemos muitos elogios :-P

      • Raphael Lamour

        Faz tempo mesmo, já tinha esquecido.

        • Ivo

          Verdade! Hahahhaha XD E não tinha elogios >.<

  • Ivo

    Nunca parei para pensar nisso das olimpíadas perderam o sentido. Toda essa globalização fez o sentido ” de ver ” os melhores atletas do mundo competindo mei banal. Afinal vemos eles todos os dias em várias competições em qualquer canal de TV, ao contrário de 15 ou 20 anos atrás onde ver eles juntos era realmente em eventos como esse.

    Hoje somente gosto de ver as festas de abertura, me lembro da de Barcelona que era temático de Atenas e os Deuses Gregos, achei fantástico aquilo na época.

    Copa do mundo ainda acho interessante de ver, mas por causa da mecânica que vocês falaram de 3 jogos por dia e tudo mais. Mas realmente falta tempo e com isso perdemos aquela “magia” de assistir algo assim como a copa de 94 que foi inesquecível para mim.

    Alias, vocsê sempre comentam de “tempo”, gostaria muito de um cast de vocês falando sobre ” tempo ” como tínhamos tempo de jogar e aproveitar os jogos, quando podíamos nos dedicar em alguns jogos (vide RTS), como nossa visão mudou em relação aos jogos por causa de falta de tempo e diversas outras coisas.

    Único RTS que joguei (sou péssimo nesse jogos) foi um de SNES chamado Metal Marines? Alguém lembra? Foi na casa de um amigo! Achava o jogo muito legal!

  • Matheus Mauro

    Já joguei Warcraft no PS2 e era bem legal hahaha

  • Podegoso Shumy

    Gostei do Cast. De RTS, sou fã da série Command and conquer. Que jogo o game Tiberium Sun e o Red Alert 3 sempre que possível, mesmo que seja uns 10 ou 30 minutos depois do trabalho. Me relaxa mesmo que tenho de armar estratégias a vencer as bases adversárias, e é um dos únicos games onde nao ligo muito para a campanha, embora eu ache ESSENCIAL ela estar lá. Aguardo o próximo podcast.

  • guest

    Como games estilo estrategia e civilização poderia ter citado o Populous, um tipo de simulador de civilização que se passa na transição da pré-historia pra historia —–>