Clicky

Adobe mostra como inteligência artificial e machine learning irão revolucionar o marketing

No Summit 2017, empresa anunciou soluções para transformar a experiência oferecida ao consumidor

21.mar.2017

LAS VEGAS – Há exatamente um ano, em seu evento anual de marketing, a Adobe já tinha demonstrado preocupação com a experiência centrada no consumidor. Um tendência que já foi muitas vezes colocada no papel, mas que se mostrou bem complicada de se colocar em prática.

Desta vez, na edição 2017 do Adobe Summit, a empresa decidiu dar de vez o nome aos bois. E não foi só o nome, mas mostrou também o caminho das pedras.

O CEO, Shantanu Narayen, e o Vice-Presidente, Brad Rencher, anunciaram o lançamento da Experience Cloud, uma plataforma que une todas as soluções criativas e de gestão de mídia da Adobe, entre elas: Marketing Cloud, Advertising Cloud, Analytics Cloud, além de integração com Creative Cloud e Document Cloud.



Com esse movimento, a empresa aposta tudo na união da criatividade com a tecnologia de dados. Algo que parece mandatório nos tempos de hoje, mas que muitas empresas ainda resistem na hora de explorar esse amplo e fascinante terreno.

Shantanu Narayen lembrou que enquanto consumidores adotam novas tecnologias num piscar de olhos, diversos segmentos da indústria ficam reacionários a qualquer indício de mudança. “Preservar o status quo não pode ser considerada uma estratégia válida”, afirmou o CEO da Adobe.

Brad Rencher, VP da Adobe, apresenta a Experience Cloud

A Experience Cloud quer entregar em uma única arquitetura de dados o caminho para aperfeiçoar a experiência do consumidor em todos os pontos de contato. O grande segredo dessa promessa ambiciosa é sem dúvida o Adobe Sensei, um framework de inteligência artificial e machine learning que agora, além dos softwares de criação, vai trabalhar também a favor das soluções de marketing.

Resumindo inúmeras tarefas em um único painel de controle, departamentos inteiros de empresas serão reinventados

compartilhe

É o que eles chamam de criatividade computacional, com ferramentas que permitem personalizar peças, layouts, sites, outdoors e muito mais de acordo com cada indivíduo. Em um momento à lá “Minority Report”, executivos da Adobe demonstraram um painel que reconhece as feições e dados da pessoa que está passando na frente, e exibe um anúncio correspondente.

Toda essa automação pode ser configurada em com poucos cliques, sem complicação, tal como a compra de mídia. Além das redes programáticas, a Experience Cloud também dá acesso a inserção de anúncios em canais de TV. De novo: com poucos cliques e total personalização de conteúdo.

Com tudo isso em um único painel de controle, é de se imaginar departamentos inteiros de empresas sendo reinventados. Principalmente por conta do processo de machine learning incluso em todo o sistema, capaz de entender os dados e apontar caminhos de maneira muito mais assertiva que um ser humano.

Parece uma mina de ouro para qualquer tipo de negócio, inclusive para as empresas de mídia e produtores de conteúdo. Só tem um segmento que tem muito o que se preocupar nos próximos meses (ano é tempo demais): as agências de publicidade.

Comente