Clicky

YouTube mostra como vai combater conteúdo de grupos extremistas

Redirecionamentos e aprendizado de máquinas estão entre eles

19.jun.2017

Nos últimos tempos muitas discussões foram levantadas sobre atitudes extremistas e a disseminação dessas ideologias por meio das redes sociais. E as empresas da web estão começando a se mobilizar como forma de precaução e segurança devido eventos recorrentes. O YouTube divulgou quatro novas medidas para enfrentar o problema.

Um dos passos é a expandir o uso de seus sistemas automatizados para identificar vídeos relacionados à terrorismo, usando aprendizado de máquinas. A rede social também está expandindo seu grupo de usuários especializados em denunciar conteúdos inapropriados, adicionando mais 50 ONGs às 63 organizações já participantes.



Outro passo tomado pelo Google é de tomar medidas mais drásticas àqueles vídeos que não exatamente infringem as regras, mas possuem opiniões violentas, como por exemplo em relação à religiões e também conteúdos supremacistas. Esses vídeos também terão a monetização desativada e receberão alertas de conteúdo antes do play. Essa medida vai de mãos dadas com o anúncio de desmonetização de vídeos com discurso de ódio.

Finalmente, a empresa irá focar ainda mais em programas contra radicalização, como o Creators for Change. Usando tecnologias de publicidade direcionada, o YouTube basicamente irá redirecionar possíveis usuários alvos de grupos terroristas para conteúdos anti-extremismo.

Leia mais detalhes no blog oficial do Google.

Comente