Clicky

Pato animatrônico ajuda crianças no tratamento contra o câncer

Pato animatrônico ajuda crianças no tratamento contra o câncer

Brinquedo criado pela Aflac e a Sproutel serve para dar conforto e auxiliar pacientes a se expressarem emocionalmente aos adultos

por Pedro Strazza

Em meio à Consumer Eletronics Show deste ano, famosa feira de produtos de tecnologia, a companhia de seguros Aflac está divulgando o My Special Aflac Duck, projeto que busca ajudar as crianças em fase de tratamento de câncer. Feito em parceria com a empresa de brinquedos robóticos Sproutel, a ideia parte de um pequeno pato animatrônico de brinquedo que auxilia emocionalmente os pequenos durante a difícil fase da vida que passam.

Inspirado no pato que serve de logo à Aflac, o animal robótico funciona como uma boneca de brinquedo um pouco mais tecnológica, usando de sensores que fazem o pato realizar ações básicas – como bater as asas, emitir sons, etc. – de acordo com o tratamento dado pela criança a ele. Assim, se a criança der carinho ao bicho, ele reage fazendo carinho de volta; se ela colocar o dedo na boca dele, ele fecha o bico, e assim por diante.

Além disso, o produto conta com alguns acessórios que podem ajudar os pequenos pacientes nas horas mais difíceis. Há por exemplo uma pequena sacola com alguns discos de RFID (Radio-Frequency IDentification, em português identificação por radiofrequência) ilustrados por emojis que, quando encostados no peito do pato, fazem o animatrônico reagir de acordo com a emoção apresentada, uma espécie de auxílio para as crianças conseguirem se expressar emocionalmente melhor aos adultos em determinados momentos. O produto também conta com um kit IV cujo propósito é simular a administração intravenosa de medicamentos no pato (o que ajuda a dar conforto durante as sessões de quimioterapia) e um pequeno foguete que, com o auxílio de um app de celular conectado via Bluetooth, transporta a criança virtualmente ao seu local favorito por meio de sons ambiente, uma maneira delicada de fazê-las relaxar e descansar.

Confira no vídeo abaixo essas aplicações em ação:

De acordo com a Aflac, não existe qualquer intenção de vender o pato no mercado mas sim de providenciar o brinquedo de graça ao maior número possível de crianças com câncer nos Estados Unidos, começando a princípio com os hospitais sediados em Atlanta e depois ir expandindo por meio de parcerias com diferentes programas de suporte ao combate ao câncer. A empresa afirma que a ideia do projeto aconteceu depois da Sproutel criar o Jerry the Bear, brinquedo concebido há alguns anos pela empresa como forma de ajudar crianças com diabetes tipo 1 a aprenderem como controlar seus níveis de açúcar no sangue e quando tomar insulina. As propostas de fato são muito parecidas, mas se você não conhece o projeto do urso vale a pena ver o vídeo abaixo:

Compartilhe: