Super Bowl 2019: Comercial da Olay é um filme de horror estrelado por Sarah Michelle Gellar

“Killer Skin” mostra atriz em apuros graças a “eficácia” dos produtos da marca

por Pedro Strazza

Seguindo uma espécie de grande tendência do Super Bowl 2019 de revisitar ícones e itens da década de 90, a Olay seguiu o exemplo da Doritos e da Stella Artois e resolveu voltar vinte anos no tempo em seu comercial. Intitulada “Killer Skin”, a peça criada pela Saatchi & Saatchi é basicamente um filme de horror estrelado por Sarah Michelle Gellar, atriz que foi uma das principais caras do gênero nos anos 90 graças a filmes como “Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado”, “Pânico 2” e, mais especificamente, a série “Buffy, a Caça-Vampiros”.

O destaque do anúncio, porém, é a forma como ele traça a referência noventista com seus próprios objetivos. Com trinta segundos de duração, o comercial rapidamente mostra Gellar e um companheiro masculino fugindo de um psicopata mascarado que invade sua casa, mas quando os personagens resolvem ligar para a polícia a atriz não consegue desbloquear o Face ID por conta da “eficácia” dos produtos da marca – a piada, porém, só rola quando o serial killer enfim adentra o quarto. Confira acima.

De acordo com a diretora de marca da empresa Stephanie Robertson, a ideia de “Killer Skin” veio do interesse de mudar o direcionamento dos anúncios feitos para a final da NFL: “Não é nenhum segredo que os comerciais do Super Bowl são predominantemente centrados em homens. Nós queríamos mudar esta dinâmica ao mirar nas mulheres que assistem o maior palco televisivo atual com uma mensagem de coragem e empoderamento” declara.

Compartilhe: