“Cem Anos de Solidão” ganhará sua primeira adaptação para a TV pelas mãos da Netflix

Produção será feita em língua espanhola e contará com os filhos do escritor como produtores executivos

por Pedro Strazza

Numa jogada das mais inacreditáveis, a Netflix anunciou hoje (6) a aquisição dos direitos de “Cem Anos de Solidão” e a produção de uma série baseada na famosa obra do escritor Gabriel García Márquez. A notícia pega todo mundo de surpresa dado o ineditismo do feito, marcando a primeira adaptação do livro do autor colombiano e vencedor do Nobel de literatura para o meio audiovisual desde sua publicação em 1967. O fato foi exaltado pelo próprio serviço de streaming nos anúncios em suas contas nas redes sociais.

De acordo com a Variety, a série será produzida em língua espanhola e contará com a presença dos filhos de García Márquez, Rodrigo García e Gonzalo García Barcha, que atuarão como produtores executivos.

“Durante décadas nosso pai foi relutante em vender os direitos de ‘Cem Anos de Solidão’ para o cinema porque ele acreditava que a adaptação não poderia ser feita sob as circunstâncias limitadoras de tempo de um filme” escreve Rodrigo García no anúncio, acrescentando que o autor também não queria que a obra ganhasse uma versão para os cinemas ou a TV em outra língua que não fosse a espanhola. O atual nível de qualidade das séries de TV, porém, aparentemente foi o suficiente para os donos do espólio do escritor negociarem com a Netflix.

Embora esta seja de fato a primeira adaptação audiovisual de “Cem Anos de Solidão”, esta não é a primeira ocasião em que alguém leva os escritos de García Márquez para as telonas e telinhas. Diversas obras do autor já ganharam tratamento similar, incluindo clássicos como “Memórias de Minhas Putas Tristes”, “Crônica de Uma Morte Anunciada” e, claro, “O Amor nos Tempos do Cólera”. A centralidade de “Cem Anos de Solidão” no seu legado, porém, é inegável, pois além de considerada uma das obras mais importantes da História da literatura da América Latina o livro também é uma das publicações mais lidas e traduzidas no mundo hoje.

Compartilhe: