Telegram cria ferramenta que controla ritmo de conversa nos grupos

“Slow Mode” permite administradores a instituir uma janela de tempo de envio de mensagens no grupo que pode ir de 30 segundos a até uma hora

por Pedro Strazza

Grupos de WhatsApp e Telegram: eles não apenas existem, mas muitas vezes podem ser um inferno de se acompanhar. Não que a existência de ferramentas que concentrem conversas de grupos de mais de 3 pessoas em um chat online não seja um ótimo progresso, mas é difícil achar hoje alguém que não passe por um tormento diário ou semanal para se manter atualizado com as conversas em algumas abas destas conversas. Quando o assunto é bom o ser humano gosta de conversar, afinal, e num grupo destes aplicativos é fácil um debate sobre um tópico tão banal aos rumos da sociedade quanto, digamos, “A ascensão dos memes de Andressa Urach na internet” renda um bate-papo de mais de mil mensagens enviadas e lidas.

Foi pensando no sofrimento do usuário que mal consegue ficar em dia a cada hora no celular que o Telegram está introduzindo esta semana uma nova ferramenta que permite aos administradores dos grupos de sua plataforma que controlem o tempo de interação que cada um dos participantes pode ter no fórum. Intitulado “Slow Mode”, a função quando introduzida no grupo dá ao usuário no comando a oportunidade de criar uma “janela de tempo” coletivo que faz com que os participantes sejam restritos a enviar uma mensagem depois da passagem de determinada quantidade de tempo – e esta janela de espera pode variar de 30 segundos a até uma hora.

No anúncio da ferramenta em sua página oficial, o Telegram declara que o “Slow Mode” foi inventado não apenas para tornar as conversas em grupos “mais ordenada” como também para “aumentar o valor de cada mensagem individual”. O curioso é que a empresa não cita em qualquer parte do comunicado que a função pode ser ótima para controlar a divulgação massiva de desinformação nestes núcleos – dado que em teoria ele pode conter a necessidade dos usuários em compartilhar massivamente qualquer pedaço de conteúdo na rede – se restringindo a argumentar que ela será ótima para dar a parte do público da rede uma “paz de espírito”.

Além do “modo lento”, o Telegram também lançou recentemente um conjunto de novas ferramentas que inclui mensagens silenciosas, customização de títulos dos administradores, marcação de pontos de partida em vídeos subidos na plataforma, emojis animados e widgets de comentários.

Compartilhe: