Suicídio é a segunda principal causa de morte entre a Geração Z

Cenário é considerado uma epidemia pior do que qualquer coisa que os milennials já enfrentaram, e o uso excessivo de redes sociais pode ser um agravante

por Soraia Alves

Um novo relatório do Centers for Disease Control and Prevention aponta que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre a Geração Z. A taxa de suicídio entre pessoas de 10 a 24 anos aumentou 56% entre 2007 e 2017 e o cenário já é considerado uma epidemia pior do que qualquer coisa que os milennials enfrentaram.

Quando analisada a taxa anual de suicídio entre os jovens, os números também aumentaram nos últimos 10 anos. Entre 2007 e 2013, a taxa de suicídio foi de 3% ao ano. Já entre 2013 e 2017, esse número subiu para 7% ao ano.

Entre crianças de 10 a 14 anos, a taxa de suicídio triplicou entre 2007 e 2017 após anos consecutivos de declínio. Para os adolescentes entre 15 e 19 anos, a taxa aumentou 76% no mesmo período.

Os novos dados sugerem que a Geração Z – nascidos a partir de 1997 – passa por uma crise de saúde mental ainda pior do que a enfrentada pela geração anterior, os millennials. Desde 2014, a também chamada Geração Y (pessoas que completaram ente 23 e 38 anos em 2019) registrou um aumento de 47% nos diagnósticos de depressão.

Para a Geração Z, a crise das doenças mentais continua. Em 2017, 13% dos adolescentes relataram ter experimentado pelo menos um episódio depressivo no ano anterior, segundo o relatório. Em 2007, quando os millennials eram adolescentes, esse número era de 8%.

As redes sociais podem estar alimentando o aumento de doenças mentais, já que a Geração Z é a primeira geração verdadeiramente digital. O Pew Research Center aponta que 45% dos adolescentes de 13 a 17 anos disseram usar a Internet “constantemente”.

O uso excessivo das mídias sociais pode causar solidão, depressão e ansiedade, de acordo com a Associação de Ansiedade e Depressão da América.

Se você ou alguém que você conhece está sofrendo de depressão ou já pensou em se machucar ou tirar a própria vida, procure ajuda. Um dos centros de ajuda é o CVV – Centro de Valorização da Vida, que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188 para falar com o CVV.

Compartilhe: