Nestlé Brasil investe mais de R$ 15 milhões em portfólio “plant based”

Valor é referente aos investimentos feitos entre 2017 e 2019 em portfólio à base vegetal, entre amêndoa, aveia, ervilha e arroz

por Soraia Alves

Alinhando-se às novas demandas dos consumidores, a Nestlé anunciou que vem investindo de forma consistente em produtos plant-based globalmente. No Brasil, entre 2017 e 2019, foram mais de R$ 15 milhões em portfólio à base vegetal, entre amêndoa, aveia, ervilha e arroz.

Os alimentos à base de plantas constituem parte da alimentação vegana e vegetariana, mas também atendem aos flexitarianos – pessoas que seguem uma mudança de comportamento para reduzir o consumo de itens de origem animal, além daqueles que buscam adotar hábitos alimentares e estilos de vida diversificados. De acordo com pesquisa Ibope (2018), cerca de 14% dos brasileiros se declaram vegetarianos, o que significa algo em torno de 29,2 milhões de pessoas, considerando a base do IBGE. Ainda de acordo com o Ibope, a população vegetariana cresceu 75% nas regiões metropolitanas em relação a mesma pesquisa realizada em 2012.

Com esse mercado em plena ascensão, a oferta de produtos veganos, por exemplo, cresceu 677% no Brasil entre 2014 e 2018, de acordo com dados da Mintel. Nesse contexto, uma das principais tendências são as bebidas vegetais e cuja presença cresceu 76% de 2018 para 2019 globalmente.

Entre os produtos da Nestlé à base de plantas está o NINHO Forti+ Vegetal, feito à base de ervilha e aveia. Globalmente, esse é o primeiro alimento de origem vegetal da Nestlé desenvolvido para o público infantil.

Em junho deste ano, a marca também adquiriu parte da operação da Terrafertil, líder em produtos naturais e plant-based na América Latina.

Compartilhe: