grindr

Relatório mostra que Grindr compartilha dados dos usuários com parceiros de anúncios

Os dados incluem a localização, idade, sexo e orientação sexual dos usuários

por Soraia Alves

O Grindr, aplicativo de relacionamentos voltado para o público LGBTQ+, foi flagrado compartilhando dados confidenciais dos usuários com milhares de parceiros de anúncios. A informação é do Bloomberg, que teve acesso a um relatório realizado pelo Norwegian Consumer Council.

De acordo com o relatório da NCC, o Grindr usa a subsidiária de anúncios do Twitter, a MoPub, para canalizar as informações pessoais dos usuários do app e repassar para os parceiros de anúncios.

Os dados incluem a localização, idade, sexo e orientação sexual. O problema é que indivíduos mal-intencionadas podem usar essas informações para identificar os usuários, por exemplo.

Ainda segundo o NCC , foram registradas 3 queixas contra a Grindr e 5 contras empresas de tecnologia de anúncios. Essas queixas foram registradas na Autoridade Norueguesa de Proteção de Dados e alegam que o compartilhamento de dados pessoais pelo Grindr viola as regras de privacidade do GDPR da Uinião Europeia.

Um representante do Twitter disse ao Bloomberg que a empresa está trabalhando para “entender a suficiência do mecanismo de consentimento da Grindr” e, enquanto isso, desabilitou a conta MoPub do Grindr.

Compartilhe:
  • tags: