Amazon vai investir US$ 1 bilhão na Índia, no que Jeff Bezos chamou de “aliança mais importante deste século”

"Neste século 21, a aliança mais importante será entre a Índia e os Estados Unidos, a democracia mais antiga do mundo e a maior democracia do mundo", disse o empresário

por Soraia Alves

Em viagem a Índia, Jeff Bezos anunciou um investimento de US$ 1 bilhão no país. O dinheiro será usado para a “digitalização de pequenas e médias empresas nacionais”, explica o CEO da Amazon, que ainda afirmou que a empresa pretende exportar US$ 10 bilhões em produtos indianos até 2025.

Mas, como sempre, há o outro lado da moeda: milhares de proprietários de pequenas empresas em 300 cidades da Índia têm protestado desde que Bezos chegou ao país no início da semana. Eles alegam que a presença da Amazon acabou obrigando as pequenas empresas a reduzirem seus preços, o que tem afetado esses empresários menores.

A Índia introduziu uma nova legislação em 2019 que proibe gigantes do varejo on-line, como Amazon e Flipkart, uma empresa indiana de propriedade do Walmart, de celebrar parcerias exclusivas com vendedores e oferecer produtos através de fornecedores nos quais eles têm interesse financeiro direto. Quando a nova lei entrou em vigor, milhares de produtos foram retirados das prateleiras virtuais da Amazon e Flipkart.

Ainda assim, Bezos não conteve a empolgação sobre a parceria: “Farei mais uma previsão para você: neste século 21, a aliança mais importante será a aliança entre a Índia e os Estados Unidos, a democracia mais antiga do mundo e a maior democracia do mundo”, disse o empresário.

Compartilhe: