hollywood-sustentabilidade

Estúdios de Hollywood passam a investir em sustentabilidade

Seguindo a preocupação mundial em relação às mudanças climáticas, a maioria dos estúdios está adotando compromissos sustentáveis

por Soraia Alves

Seguindo a preocupação mundial em relação às mudanças climáticas, a maioria dos estúdios de Hollywood está adotando compromissos sustentáveis, ou pelo menos práticas consideradas um pouco mais ecológicas.

De acordo com a Variety, a Sony assumiu o compromisso de plantar uma árvore por dia nas comunidades em que realizar gravações, ou seja, a quantidade de dias que durar uma produção será o número total de árvores plantadas referente aquela produção. O estúdio também pretende atingir uma pegada ambiental zero até 2050.

E a Sony não é o único estúdio a “entrar na onda verde”. Por meio da Producers Guild of America’s Green Production Alliance, mais de 10 grandes estúdios estão criando estratégias para a adoção de práticas e tecnologias sustentáveis ​​na indústria, oferecendo também um guia com ferramentas e recursos para ajudar qualquer produção a reduzir sua pegada ambiental.

“A sustentabilidade realmente só funciona se houver uma mudança na mentalidade cultural”, diz Dave Ambroz, diretor executivo de responsabilidade social corporativa da Walt Disney Television. Em 2009, a produção de filmes em movimento da Walt Disney Studios introduziu a posição de administrador ambiental em tempo integral para cada equipe de longas-metragens dos estúdios. Eles não apenas têm a tarefa de estabelecer programas de sustentabilidade no set, mas também “servem como líderes em defesa ambiental para educar o elenco e a equipe sobre as melhores práticas e hábitos a serem adotados ao seguirmos em direção a um mundo mais verde”.

A NBCUniversal considera que já colabora com o meio ambiente há algum tempo: “Acho que colaboramos há muito tempo. O que tem sido realmente legal é que essa aliança cresceu para incluir produções menores e até alguns dos novos serviços de streaming”, diz Shannon Bart, diretora de sustentabilidade da empresa.

A ONG Environmental Media Association também tem sido importante
para incentivar a produção verde e aumentar a conscientização ambiental na indústria do entretenimento. A organização fornece selos verdes para emissoras e programas de TV que atendem aos seus critérios, como uma lista de verificação de sustentabilidade.

Outra forma que os estúdios têm encontrado de colaborar com o meio ambiente é através da doação para organizações que trabalham para diminuir as mudanças climáticas do mundo. A FX, por exemplo, doou US$ 60 mil em materiais de construção de móveis e eletrodomésticos para a Habitat for Humanity, de Los Angeles, ao fim das gravações de “American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace”. Já “The Good Doctor”, da Sony, participou do Reel Thanksgiving doando US$ 15.874.

Por fim, os avanços tecnológicos contribuem bastante com os estúdios que buscam reduzir sua pegada de carbono. O filme “Think Like a Man”, da Screen Gems, foi o primeiro grande filme de estúdio gravado inteiramente com iluminação LED, por exemplo. Já a Universal Studios está instalando painéis solares nos telhados de suas produções, enquanto a Sony também espera que seus painéis solares (com tecnologia da SunPower) sejam lançados em fevereiro.

Por enquanto, ainda não há grandes dados sobre o quanto essas iniciativas têm contribuído efetivamente para uma produção mais sustentáveis. Aguardemos os resultados.

Compartilhe: