Spotify lança playlists customizadas e dedicadas à hora do exercício

Spotify lança playlists customizadas e dedicadas à hora do exercício

"Treine Com Uma Trilha Sonora" aproveita o algoritmo e um questionário respondido pelo usuário para conceber a lista de músicas e podcasts ideais para o treino de cada pessoa

por Pedro Strazza

O Spotify anunciou nesta quarta (8) o lançamento de uma nova página cujo foco é providenciar ao usuário a trilha sonora ideal da hora de fazer exercício. Disponível nas línguas inglesa, portuguesa (voltada ao Brasil), espanhola e japonesa, o site “Treine Com Uma Trilha Sonora” no caso aproveita uma série de respostas concedidas pela pessoa para customizar uma playslist que se enquadre na rotina de exercícios buscadas por este.

O questionário feito pelo serviço de streaming no caso envolve perguntas sobre que tipo de conteúdo o usuário gostaria de consumir durante o momento – podcasts, músicas ou ambos, além dos gêneros específicos das duas opções – e qual é a prática de exercício que ele realiza habitualmente, do yoga ao crossfit. As playlists vão de 15 a 90 minutos de acordo com o que é estabelecido pelo “aplicante”, que também define sua “motivação” no site para ajudar a plataforma a direcionar o algoritmo em direção ao que melhor se enquadra à sua rotina.

De acordo com o anúncio oficial, o Spotify decidiu criar o site depois de atestar que nos últimos dois meses foram criados mais de um milhão de playlists com o termo “workout” (“treino” em inglês) no título – o que indica que o público está buscando através da música ou de podcasts uma forma de continuar motivado a fazer exercícios durante a pandemia.

Embora este seja de fato o com maior alcance (vide as versões localizadas para alguns países específicos), o “Treine Com Uma Trilha Sonora” não é a primeira vez que o Spotify mira promover experiências customizadas para a hora do exercício. A companhia em 2015 chegou a lançar nos EUA um recurso que media pelo telefone a frequência cardíaca do usuário para construir uma playlist em torno do número gerado, mas desativou em 2018 para “concentrar energias em novas formas de criar a melhor experiência” ao público.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link