cover-youtube5

Relatório aponta YouTube como a plataforma de mídia social mais responsável

"Media Responsibility Audit" tem como objetivo incentivar as redes sociais no aprimoramento de suas políticas de segurança e responsabilidade

por Soraia Alves

De acordo com um relatório lançado pela empresa IPG Mediabrands, o YouTube é a plataforma de mídia social mais responsável atualmente. O relatório “Media Responsibility Audit” tem como objetivo incentivar as redes sociais no aprimoramento de suas políticas de segurança e responsabilidade.

Segundo a IPG Mediabrands, o YouTube aparece em primeiro lugar como resultado das mudanças que a plataforma realizou em suas políticas de segurança nos últimos três anos, desde que alguns anunciantes retiraram campanhas da plataforma depois de descobrirem que seus anúncios estavam sendo veiculados ao lado de conteúdos extremistas.

O Twitter aparece em segundo lugar, com o LinkedIn em terceiro, o Snapchat em quarto e o Facebook em quinto. Já Pinterest (sexto), Twitch (sétimo), Reddit (oitavo) e TikTok (nono) foram listados como “abaixo da média”.

A auditoria também constatou que a maioria das plataformas está deixando de fazer backup de suas políticas: “Eles raramente se concentram nas plataformas que se responsabilizam pela aplicação das políticas”, diz o estudo.

O relatório também afirma que “há uma necessidade urgente” de verificação de terceiros quando se trata de evitar que anúncios de marcas apareçam ao lado de conteúdo considerado prejudicial: “A indústria precisa promover e usar parceiros de verificação terceirizados de forma mais ampla, para que não fiquem à mercê da falta de controles das plataformas”, observa o documento.

Outras descobertas incluíram que a desinformação é um desafio para a maioria das plataformas e, portanto, uma oportunidade para os anunciantes aplicarem pressão sobre elas. “Enquanto certas plataformas funcionam com muita organização no combate à desinformação, outras não têm nenhuma estrutura”, disse o relatório.

O relatório analisou as plataformas em relação a 10 princípios: promoção do respeito; protegendo pessoas; diversidade; coleta e uso de dados; bem-estar infantil; se bloqueiam o discurso de ódio; desinformação; como eles aplicam sua política efetivamente; transparência publicitária; e responsabilidade. Cada plataforma social respondeu a uma pesquisa com 250 perguntas sobre esses pontos.

Compartilhe: