skolzedelivery

Skol lança Clube da Gorjeta para ajudar garçons e garçonetes impactados pela pandemia

Público poderá cadastrar notas fiscais de compras no Zé Delivery para destinar 10% da venda aos trabalhadores da área que perderam o emprego ou sofreram redução de salário nos últimos meses

por Pedro Strazza

A Skol anunciou nesta sexta (18) o Clube da Gorjeta, uma iniciativa criada em parceria com o Zé Delivery que vai destinar uma parte da arrecadação aos garçons e garçonetes afetados pela atual pandemia do coronavírus. O programa inclui a venda de produtos oficiais da marca, com 10% do total acumulado sendo redirecionado aos trabalhadores da área que perderam o emprego ou passaram por uma redução do salário nos últimos meses.

A ação começa a partir de hoje no site da campanha dentro da plataforma Méliuz e inclui a venda de latas e garrafas de cerveja da Skol. Há duas formas do público contribuir no programa: caso o consumidor conheça um garçom cadastrado, ele deve cadastrar a nota fiscal da compra na plataforma e identificar o favorecido com o respectivo endereço de e-mail, assim permitindo que os 10% caiam inteiros na conta do perfil.

Quem só quer contribuir no programa, enquanto isso, pode só cadastrar a nota fiscal que os 10% serão divididos igualmente por todos os trabalhadores inscritos. Apenas as compras feitas pelo Zé Delivery serão aceitas na ação.

De acordo com Nathalia Bergstron, criativa da equipe da marca, a Skol busca “oferecer um pouco de leveza para os garçons e garçonetes” num momento econômico delicado do país. “Resolvemos convidar quem está se divertindo em casa para aliviar a tensão de quem ainda vive um momento delicado.” escreve no anúncio; “Os consumidores que compram Skol pelo app do Zé Delivery só precisam enviar a nota fiscal, porque os 10% ficam por nossa conta”.

Os trabalhadores interessados em participar da ação podem se cadastrar no Clube da Gorjeta a partir do site da Méliuz, que sedia o programa.

Compartilhe: