ceratti-sanduiche-mortadela-sp

Para comemorar aniversário de SP, Ceratti pede o tombamento cultural do sanduíche de mortadela

Marca entra hoje com um pedido oficial no Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico de São Paulo, além de lançar uma petição virtual

por Soraia Alves

Em homenagem ao aniversário da capital paulista no dia 25 de janeiro, a
Ceratti quer fazer do sanduíche de mortadela, ícone da gastronomia paulistana, um Patrimônio Cultural Imaterial de São Paulo. Para isso, a marca entra hoje (19/01) com um pedido oficial no Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico de São Paulo (Condephaat), além de lançar uma petição virtual para o público apoiar o movimento.

A iniciativa faz parte da campanha criada pela CP+B, responsável pela
comunicação da Ceratti. Também a partir de hoje, peças no Facebook e
Instagram da marca, nos relógios digitais, pontos de ônibus e metrô da cidade, além de ações no rádio, convidam a todos para assinarem a petição que estará na página www.nossosanduichesp.com.br. Além de receber as assinaturas, a página conta a história do tradicional sanduíche de mortadela da cidade.

O sanduíche de mortadela também será a grande estrela de uma ação social
organizada pelos permissionários do Mercadão para comemorar os 88 anos do local no mesmo dia do aniversário de São Paulo. A ação será com a
preparação do famoso sanduíche numa versão inédita em homenagem à capital paulista: serão 467 metros (idade da cidade) e mais de 1 tonelada de recheio (cerca de 780 kg de mortadela Ceratti e 260 kg de queijo prato).

A montagem do lanche formará a mensagem “SP 467” e todo o montante será entregue a instituições carentes.

“Apesar de conhecida no Brasil inteiro, nossa raiz é paulistana. Surgimos na
terra da garoa há 89 anos e participar dessas ações nos orgulha. Agradecemos a oportunidade de estarmos juntos com o Mercadão nessa ocasião e por ter a chance de presentear a cidade, eternizando o tradicional e tão querido sanduíche de mortadela”
, declara Bruno Pimenta Alves, Gerente de Marketing da Ceratti.

Compartilhe: