fbpx
dsb9

Sony registra patente de IA que ajusta gameplay de acordo com dificuldade do jogador para passar de fase

Sistema de aprendizado autônomo ajustaria táticas e ataques para facilitar uma jogatina muito penosa ao usuário

por Matheus Fiore

Sabe aquele chefão de “Demon Souls” que te fez querer quebrar o controle tamanha a dificuldade em vencê-lo? Isso pode estar acabando. A Sony registrou a patente de um sistema com inteligência artificial que poderá ajustar a dificuldade de um jogo, caso o algoritmo identifique que você está tendo dificuldades em sua jornada.

A patente foi registrada como um sistema de aprendizado autônomo que automaticamente altera os níveis de dificuldade de um jogo conforme percebe que o jogador está travando no progresso. Segundo o SegmentNext, que identificou a novidade, a gigante tecnológica japonesa publicou a patente na última semana. A descrição sugere que a inteligência artificial possa alterar principalmente a dificuldade de chefões de fase, mudando sua estratégia, movimentação e até severidade de golpes.

“Alguns padrões de ataques específicos ou sequências dos jogadores também podem estabelecer novos métodos e táticas dos inimigos, bem como as movimentações do próprio jogador ou mudanças de localização dentro do mapa ou ambiente de luta em que o jogador tenda a permanecer enquanto enfrenta um inimigo”, diz o registro. Isso significa, portanto, que até mesmo a relação do jogador com o espaço do jogo possa ter influência e ser alterada de acordo com o que o sistema identificar.

O projeto visa desenvolver um sistema capaz de identificar e analisar comportamentos dos jogadores e, assim, alterar o oponente do jogo de forma que seus ataques e táticas sejam adequados ao modo de atuação de cada jogador. Por exemplo: se a IA identificar que um jogador prefere usar golpes de longa distância, será possível que o sistema altere o comportamento de um chefão para que ele sempre se mantenha longe do seu personagem.

Não há quaisquer informações sobre em quais jogos (ou tipos de jogos) a Sony planejaria usar o sistema e muito menos uma previsão de implementação em futuros títulos da marca. Por se tratar de um projeto ainda nos estágios iniciais de desenvolvimento, inclusive, é possível imaginar até que esse sistema só seja realidade no fim da geração do PlayStation 5 ou até mesmo na geração seguinte.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link