Usa South by Southwest – Mar 2014 Imagem: Photo by Larry W. Smith/Epa/REX/Shutterstock (7950688t)

Empresa por trás da Rolling Stone e da Billboard agora é dona de 50% do SXSW

P-MRC também vai promover investimento significativo no evento, que segue autônomo na operação e gerenciamento do festival

por Pedro Strazza

A P-MRC Holdings confirmou no fim do último domingo (18) que fechou negócio com o SXSW para se tornar não apenas um parceiro de longa data como também acionista majoritário do evento, garantindo 50% das ações do festival realizado anualmente em Austin, Texas. A informação vem do Wall Street Journal, que confirma que a empresa responsável pela publicação da Billboard e da Rolling Stone também fará um investimento junto da aquisição.

O acordo acontece após o SXSW passar por alguns maus bocados com a pandemia, que forçou o evento a cancelar sua edição de 2020 e realizar uma versão virtual em 2021. No anúncio, o CEO e cofundador do festival Roland Swenson confirma que a organização continuará no comando da operação e gerenciamento do SXSW, comentando que o interesse da P-MRC foi uma “verdadeira corda de salvação”.

Do lado do comprador, o WSJ escreve que a manobra sentido para o plano da companhia em reforçar as parcerias do festival com suas publicações, gerando a longo prazo um crescimento sustentável no digital. A P-MRC já é fruto da fusão da Penske Media com a MRC, ocorrida no ano passado e responsável por reunir publicações da Condé Nast e a Rolling Stone com o Hollywood Reporter e a Billboard, e vem mantendo já um empreendimento separado para a criação de filmes e séries.

No anúncio, o presidente e CEO da P-MRC Jay Penske escreve ainda que espera que o investimento e a compra das ações ajude o festival a estender seu braço digital enquanto auxilia a organização “a trazer sua visão a alturas ainda maiores”.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link