fbpx
clubhouse
Imagem: Reprodução/Jakub Porzycki/NurPhoto/Getty Images

Clubhouse vai financiar 50 programas de criadores de conteúdo para se manter relevante

Criadores ganharão equipamentos e financiamento de US$ 15 mil por três meses

por Matheus Fiore

O Clubhouse anunciou que está criando um fundo para financiar até 50 programas piloto para criadores de conteúdo. A ideia é que os participantes do programa recebam até US$ 15 mil em um período de três meses. O conteúdo dos programas será variado, e o app de conversas por áudio vai investir tanto em programas de entrevistas quanto em game shows.

Além do dinheiro, os participantes do programa receberão também o devido equipamento para a realização de seus programas. Isso deve incluir, claro, microfones e demais equipamentos de som, já que o Clubhouse é uma rede social exclusivamente de conversas por áudio. O objetivo é experimentar diversos programas e identificar quais os mais bem sucedidos para, então, oferecer acordos mais longevos para seus criadores.

O programa havia sido anunciado primeiramente em março, quando a rede social completou um ano de existência – mas apenas dois meses após se tornar febre mundial quando celebridades e figuras ilustres do Vale do Silício, como Elon Musk e Mark Zuckerberg, começaram a usar a plataforma. Agora, porém, a empresa está dando mais detalhes e até anunciando alguns dos programas originais, como um programa de entrevistas com a ex-“American Idol” Taryn Southern e um jogo de perguntas chamado “Serial Killer Speed Dating”.

Após os primeiros meses de 2021 serem um estouro para o Clubhouse, o app viu sua relevância diminuir drásticamente ao longo do semestre. Um fator relevante para essa queda é o fato de, até hoje, o app não ter uma versão para Android – algo que, vale lembrar, já está sendo consertado. Influencia também o fato de gigantes das redes sociais, como o Twitter e o Facebook, estarem criando plataformas semelhantes: o Espaços e o Hotline.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link