bukayo-saka-england_1hzuh9mrj15ek1gwc4k2fa7i6o
Imagem: Getty Images

Após ataques racistas por conta da final da Euro, jogador da seleção inglesa se manifesta e cobra redes sociais

Saka cobra plataformas como Twitter, Instagram e Facebook por não serem eficientes na prevenção de ataques do tipo

por Matheus Fiore

No último domingo aconteceu a final da Eurocopa, e após a vitória da Itália nos penaltis, as redes sociais de alguns jovens jogadores ingleses foram inundadas de ataques racistas. O lamentável caso comoveu o mundo do futebol, que prestou apoio aos atletas Bukayo Saka, Jadon Sancho e Marcus Rashford.

Agora, um dos três mais criticados, Saka, decidiu se manifestar publicamente e comentar sobre o momento que viveu. Em carta aberta publicada em suas redes sociais, Saka disse: “Estive distante das redes sociais por alguns dias para ter algum tempo com minha família e refletir sobre as últimas semanas. Essa mensagem não fará justiça ao quão grato eu sou por todo o amor que recebi, e sinto que preciso agradecer a todos que me apoiaram”.

Saka não poupou críticas às principais redes sociais por terem sido o espaço onde tantos ataques racistas foram feitos após a partida. “Para plataformas como Instagram, Twitter e Facebook, eu não quero que nenhuma criança ou adulto receba o ódio e as mensagens ofensivas que eu, Marcus e Jadon recebemos na última semana. Eu soube instantaneamente após o jogo que tipo de ódio eu estava prestes a receber e isso é uma realidade triste, pois vocês são plataformas poderosas que não fazem o suficiente para impedir esses acontecimentos”.

“Não há espaço para racismo ou ódio de nenhuma forma no futebol nem em nenhuma outra área de nossa sociedade”, completou o atleta. Saka endossa o coro de tantos outros perfis com alcance que constantemente sofrem ataques raciais e, apesar de verem as redes sociais banindo essas contas, não sentem que são devidamente protegidos porque tais mensagens de ódio ainda podem ser publicadas. Não há um sistema ou filtro que impeça alguns termos ou frases de serem usados.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link