CriatividadeTech

Recurso “Audio Aura” do Spotify teve ajuda de médium para ser desenvolvido

Ele seleciona todas as músicas e artistas que fizeram parte do seu ano para revelar seus dois estados de espírito principais

por Carolina Firmino

Quem se deparou pela primeira vez com o recurso “Audio Aura” na retrospectiva 2021 do Spotify e achou bem inusitado, prepare-se para ver a ideia de maneira ainda mais interessante. É que a plataforma de streaming musical contratou uma médium para ajudar a desenvolver o recurso.

O “Audio Aura” seleciona todas as músicas e artistas que fizeram parte do seu ano para revelar seus dois estados de espírito predominantes ao escolher os sons que o definem. Para isso, o Spotify contou com a ajuda da médium psíquica Mystic Michaela, cujo nome verdadeiro é Megan Michaela Firester. Foi ela quem designou matizes de “vibrações” musicais abrangentes, imitando as fotografias de aura

Essas fotos da aura são feitas com um equipamento especializado construído para analisar a energia eletromagnética, e o que sai delas é um retrato do seu corpo cercado por um conjunto único luzes e auras coloridas.

O Design Taxi explica que cada faixa na plataforma do Spotify já está atribuída a uma “etiqueta de humor”, então o que a Mystic Michaela fez foi, basicamente, opinar como o humor de cada usuário ficaria ao combinar as músicas que ele escuta.

“Quando você coloca seus fones de ouvido, o mundo inteiro desaparece e é você. Você é cem por cento autêntico”, descreve a médium.

A foto da aura musical no Spotify destaca uma mistura de duas cores personalizadas, que podem ser combinações de roxo (para ouvintes apaixonados), verde (representando usuários calmos e introspectivos), rosa (para os românticos desesperados), laranja (denotando a energia dos ousados ​​e confiantes), amarelo (simbolizando grandes empreendedores) ou azul (o melancólico).