Social Media

Diretora Executiva do YouTube aponta as prioridades do YouTube para 2022

Susan Wojcicki afirma que a expansão do YouTube será tema central das decisões que ocorrerão durante o ano

por Soraia Alves

Seguindo sua tradição anual, o YouTube divulgou em seu blog a carta de Susan Wojcicki, diretora executiva da plataforma, com as expectativas, perspectivas e desafios que deverão estar presentes em 2022 na rede social. Com o foco voltado principalmente aos criadores de conteúdo, Susan afirma que a expansão do YouTube será tema central das decisões que ocorrerão durante o ano.

Em 2021, o lançamento do Relatório de Impacto do YouTube Brasil: Contribuição econômica, social e cultural da plataforma para o país em 2020, feito em parceria com a Oxford Economics, mostrou com clareza a importância que esses criadores têm na comunidade do YouTube, mas também como ajudam a movimentar e diversificar a economia do país e essa expansão deverá ser crescente. A plataforma atingiu 5 trilhões de visualizações no YouTube Shorts, 40% dos canais passaram a faturar mais de US$ 10 mil por ano.

Música, jogos, compras, entretenimento, sustentabilidade, igualdade são temas que terão cada vez mais espaço e novidades nas iniciativas do YouTube. A plataforma afirma que vai prezar por ações que garantam a diversidade e o acesso à informação de qualidade.

Abaixo, apresentamos os principais destaques da carta de Susan Wojcicki. O material também pode ser conferido na íntegra no blog do YouTube.

Shorts

“Estamos trabalhando diariamente para ajudar os criadores de conteúdo a dar os primeiros passos e alcançar rapidamente um público no Shorts com nosso sistema de descoberta e exploração. No ano passado, começamos a lançar um novo recurso para remixar áudio em toda a plataforma. Vamos expandir esse recurso nos próximos meses para remixar o conteúdo do YouTube de várias outras formas.

Novos criadores como Jooj Natu, Oli Natu e Sau Sampaio estão fazendo trabalhos incríveis no Shorts, além de outros criadores que estão na plataforma há anos, como Léo Léo

Estamos oferecendo outras oportunidades de receita no Shorts com o Fundo de recompensa do Shorts, que agora está disponível em mais de 100 países. Esse fundo está ajudando a aumentar o número de criadores: mais de 40% de criadores que receberam pagamentos do fundo no ano passado não faziam parte do YPP. Este ano, vamos testar recursos para que os criadores de Shorts possam gerar conteúdo de marca com o BrandConnect, nosso programa que conecta criadores a marcas.”

Música 

“O ano passado foi um ano incrível para a música no YouTube. Ultrapassamos um marco impressionante em 2021: o YouTube agora tem mais de 50 milhões de inscritos no YouTube Music e Premium, incluindo usuários em período de teste. E no 2º trimestre, anunciamos que o YouTube pagou mais de US$ 4 bilhões à indústria da música nos últimos 12 meses.

E continuamos conectando artistas a fãs em todo o mundo, como o primeiro show de BLACKPINK ao vivo e a #BatalhaDubShorts da Pabllo Vittar no Shorts”. 

Jogos

“Vimos grandes avanços na evolução dos jogos no YouTube, como narrativas imersivas e os maiores eventos de eSports do mundo na nossa plataforma. Apenas no 1º semestre de 2021, o YouTube teve mais de 800 bilhões de visualizações de vídeos relacionados a jogos, mais de 90 milhões de horas transmitidas ao vivo e mais de 250 milhões de uploads.  No Brasil, as finais do Mundial de Free Fire foram sucesso absoluto, com mais de 12 milhões de visualizações, se tornando o vídeo mais assistido no ano passado na plataforma no país.

O YouTube se destaca de outras plataformas por ser um local único onde criadores de games podem contar histórias em vários formatos de vídeo: transmissão ao vivo, VOD e Shorts. É por isso que, no ano passado, pudemos trazer os grandes criadores Robin Hood Gamere Piuzinho para fazerem transmissões exclusivas no YouTube e criarem mais conteúdo VOD. Queremos melhorar a experiência ao vivo para todos os criadores de conteúdo, inclusive para os espectadores. Estamos nos concentrando especificamente em aumentar a possibilidade de novas descobertas de conteúdo ao vivo e recursos de chat. Além disso, nossas equipes estão trabalhando para facilitar ainda mais a criação de Shorts relacionados a jogos para criadores e usuários. Neste ano, vamos lançar também um dos recursos mais pedidos, as assinaturas oferecidas como presente”.

Compras

“Estamos investindo para que o YouTube seja uma plataforma inovadora de comércio. Lançamos um programa piloto de inserção de tags para criadores. Nele, os espectadores podem comprar produtos nos seus vídeos favoritos. Estamos também iniciando testes para que as compras possam ser integradas ao Shorts.

Estamos vendo cada vez mais marcas e criadores de conteúdo avaliando produtos, lançando mercadorias e falando sobre suas compras ao vivo. A Americanas testou as novas ferramentas de compras ao vivo durante o Show da Black Friday, que contou com a participação de criadores como Felipe Neto, Diva Depressão, Camilla de Lucas, Ana Clara e Christian Figueiredo, além das embaixadoras da marca Juliette e Jojo Todyinho. Foram quatro horas seguidas de evento com pico de 263 mil pessoas assistindo simultaneamente. 

Estamos testando as compras ao vivo nos EUA, na Coreia do Sul e no Brasil. E neste ano, vamos levar as compras ao vivo a mais criadores e marcas conforme desenvolvemos uma experiência mais interativa e divertida para os usuários”.

Web 3.0

“Estamos nos preparando para o futuro, seguindo todas as novidades relacionadas à Web 3.0 como inspiração para continuarmos inovando no YouTube. No ano passado, no universo das criptomoedas, os tokens não fungíveis (NTFs) e até mesmo as organizações autônomas descentralizadas (DAOs) pavimentaram novos caminhos, até então inimagináveis, para aumentar a conexão entre criadores de conteúdo e seus fãs. Estamos sempre buscando expandir o ecossistema do YouTube para ajudar os criadores a capitalizar as novas tecnologias, incluindo os NFTs, sem deixar de desenvolver e aprimorar a experiência dos criadores e fãs no YouTube”.

TV

“A TV continuou sendo a tela mais usada em 2021, então estamos descobrindo novas formas de interação com o smartphone para oferecer mais recursos de visualização do YouTube na TV”.

Aprendizado

“As pessoas acessam o YouTube todos os dias, seja para ajudar na lição de casa, para explorar novos interesses ou para desenvolver outras habilidades e começar uma nova carreira. Os criadores de conteúdo e as organizações de ensino estão usando nossa plataforma para disponibilizar a aprendizagem a todos. No ano passado, lançamos os canais Mi Aula no México e na Argentina em parceria com a UNESCO para oferecer aos estudantes vídeos que enriquecem o currículo do ensino médio nesses países. E ainda este ano, vamos oferecer esse recurso aos estudantes do Brasil com o canal YouTube Edu.

Temos o compromisso de dobrar o número de usuários que interagem com conteúdo educacional no YouTube  por meio de novos recursos para oferecer novas formas de aprendizado aos espectadores.”

Sustentabilidade

“Temos orgulho de oferecer um lugar onde as pessoas podem aprender e se inspirar. Neste ano, continuaremos ajudando a aumentar o conteúdo voltado às mudanças climáticas de criadores preocupados com o meio ambiente na nossa plataforma. Foi incrível ver criadores como Biologia Total, Jack Harries e Sejal Kumar participando da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26) no ano passado, disponibilizando as informações do evento a todos

A mudança climática é uma questão importante para todos nós, então temos o compromisso, como empresa, de trabalhar para garantir um futuro mais sustentável.”

Novos recursos para melhorar a experiência dos criadores

Conforme inovamos e preparamos o YouTube para o futuro, trabalhamos também para apoiar a comunidade de criadores de conteúdo. Primeiro, estamos dando mais controle a eles. Lançamos verificações pré-publicação no ano passado para que os criadores descubram possíveis problemas com direitos autorais ou adequação para publicidade antes de publicar qualquer conteúdo. 

Quando converso com os criadores sobre o que eles gostariam de ver no YouTube, os recursos para dispositivos móveis aparecem em primeiro lugar. Teremos novidades interessantes com relação a isso neste ano. 

Segundo, estamos trabalhando nos bastidores para analisar nossas políticas e garantir regras e limites adequados. No ano passado, atualizamos nossas diretrizes de publicidade para garantir a geração de receita de mais conteúdo sem deixar de seguir os padrões do setor. 

Os criadores têm pedido mais detalhes para entenderem melhor as violações de política. Estamos contratando mais pessoas para ampliar nossos testes e dar mais detalhes aos criadores sobre as violações de política, como marcações de tempo. Não vemos a hora de ampliar essa iniciativa.”