Documentário produzido pelo Itaú reforça a importância da leitura na infância

“Para Gostar de Ler” traz entrevistas com Dráuzio Varella, Leandro Karnal e Ilan Brenman

por Pedro Strazza

Por mais que exista um mercado literário diversificado, bem estabelecido e esforçado em disseminar o hábito de leitura, o livro ainda é uma atividade cultural muito restrita no Brasil. De acordo com pesquisas realizadas e divulgadas pelo Ibope, 44% da população brasileira não sabe ler e 30% nunca comprou um livro, enquanto o índice de leitura no país ainda está abaixo de 5 livros por ano – uma média que nos coloca na 59° posição de um ranking mundial com 70 países. Entre os culpados, permanece como principal fator um agravante muito sério que pode ser resolvido com certa facilidade: a falta de acesso ao livro na infância.

É exatamente esta questão que o documentário “Para Gostar de Ler”, lançado nesta terça (29) no YouTube e nos canais oficiais do Itaú, busca trazer aos olhos do público. Produzido pelo Itaú em parceria com a Prodigo Films e a DPZ&T, o filme dirigido por Eduardo Rajabally traz à tona a necessidade de se introduzir a leitura desde os primeiros anos de vida, a partir de relatos de famílias de diferentes lugares do país e a opinião de profissionais importantes das áreas da saúde e educação, como Drauzio Varella, Leandro Karnal, Ilan Brenman e Eva Furnari.

Essa necessidade do aprender a gostar a ler se torna evidente no documentário à partir das diferentes condições sociais vividas pelas famílias protagonistas, que mostram na prática como a leitura muda a forma como os pais e seus rebentos se relacionam. Da mãe que conseguiu explicar à filha como ela foi adotada pela contação de histórias à que passou a se interessar por literatura por causa de sua preocupação com o futuro das crianças, passando pela história dos irmãos que superaram suas diferenças através dos livros, o filme tece esses relatos em um retrato tenro da realidade, sem se render contudo a amenidades que esvaziem o seu discurso.

As declarações dos especialistas, enquanto isso, dão o fundamento teórico que explica o processo educativo subjetivo por trás do ato de ler para uma criança. As entrevistas com psicólogos, neurocientistas, psicólogos, educadores e tantos outros profissionais de tantas outras áreas deixam claro ao espectador a importância deste contato inicial com a literatura, ilustrando tanto como o lado lúdico das histórias ativa e desenvolve diferentes habilidades do cérebro quanto os resultados naturais da contínua exposição à leitura em crianças com idade entre dois e seis anos.

“Para Gostar de Ler” é parte do programa Itaú Criança, projeto criado pela empresa em 2010 que justamente tem como objetivo promover a leitura para crianças. Junto da Prodigo e da DPZ&T, a marca tem a intenção de realizar a exibição do documentário em diversas plataformas e mídias, desde a exibição gratuita em cinemas até a publicação no YouTube do filme – que você pode conferir na íntegra no início deste post.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link