Clicky

Chega de líquido azul: finalmente sangue em anúncios de absorvente

Chega de líquido azul: finalmente sangue em anúncios de absorvente

Em pesquisa com 10 mil pessoas, 74% disseram desejar comerciais de absorvente mais realistas

por Charles Omoregie

Mais uma vez, a Bodyform – versão inglesa da marca de absorventes escandinava Libresse – decidiu quebrar o tabu do líquido azul em comerciais desse segmento. Dessa vez, é ainda mais direto do que o comercial anterior da campanha. Sob a hashtag “Blood Normal”, ou “Sangue é Normal” em livre tradução, a marca desmistifica a menstruação, demonstrando-a tanto de maneira metafórica quando explicita.

A versão completa do anúncio se inicia com um tweet dizendo:

Como você chama uma garota que está naqueles dias para sair? Chama na próxima semana”.

Em determinando momento um líquido vermelho é despejado no absorvente e somos apresentados à diversas situações em que a menstruação está presente.

Antes de que alguém possa dizer que o mesmo deveria ser válido para comerciais de fralda e papel higiênico, é importante lembrar que em diversas culturas o ciclo menstrual ainda é considerado sinal de fraqueza, descontrole emocional, impureza e até mesmo maldição.

Na Índia, por exemplo, mulheres compram absorventes embalados em jornal pelo constrangimento de serem vistas com o produto. Durante seu período menstrual, muitas mulheres se afastam do convívio social e de práticas diárias como cozinhar, pela crença de que se entrarem em contato com alimento ele estará envenenado.  Em algumas regiões do Japão, mulheres são impedidas de trabalhar com sushi, sob a alegação de que a menstruação as impede se sentir o sabor do alimento de maneira adequada, incapacitando-as de discernir o sushi ideal.

Menstruação é normal. Demonstrá-la também deveria ser. Essa é a mensagem trazida pela marca, cujo slogan diz: Bodyform. Viva sem medo.

compartilhe

Embora no ocidente as percepções sobre o assunto não sejam tão extremas, ainda se trata de uma barreira a ser ultrapassada. Segundo a pesquisa realizada pela marca, 9 em cada 10 mulheres ainda tentam esconder seus ciclos, em parte pelo tabu sobre o assunto na publicidade, cultura e sociedade em geral. E 7 em cada 10 pessoas, tanto do sexo feminino quanto masculino, desejam comerciais de absorvente mais realistas.

A campanha é assinada pela agência AMV DDBO.

Compartilhe: