Clicky

Microsoft inaugura data center no fundo do mar

Microsoft inaugura data center no fundo do mar

Ativo e submerso

por Ana Roza

Depois de alguns anos em pesquisa, a Microsoft anunciou essa semana a criação de um data center submarino na região das ilhas da Escócia, Órcades. A ação é a primeira fase do “Projeto Natick”, que busca soluções ambientais melhores para esses centros. A ideia da equipe é desenvolver data centers que possam ser encomendadas ou pré-dimensionadas de forma prática, com implementação eficiente e o uso de energia renovável para diminuir seu impacto ambiental.

A criação do Projeto Natick nasceu da alta demanda por melhores estruturas em áreas povoadas. Seu conceito inicial foi apresentado em um evento de inovação da Microsoft. Os primeiros protótipos foram testados em laboratórios internos, na Califórnia, em 2014. O data center atual foi construído e testado na França e levado para a região costeira da Escócia em seguida.

Dentro do mar, conta com uma infraestrutura de 12 racks e 864 servidores funcionando, além de um sistema de refrigeração própria. Parte dessa logística de resfriamento também foi incorporada no processo, graça às temperaturas naturalmente baixas da água. Dessa forma, os data center utilizam pouca energia, que ainda é gerada na terra de maneira sustentável.

Segundo o comunicado da Microsoft, a primeira fase do Projeto Natick é comprovar se o conceito de data centers subaquáticos é viável. Em seguida, o foco será em seu uso dentro do mar: se é prático, tanto econômica quanto ambientalmente. Uma equipe passará os próximos 12 meses monitorando o desempenho do equipamento, controlando sua capacidade, uso de energia e até mesmo umidade interna do material.

O caminho até os resultados finais parece longo (como um projeto de lado), mas se os testes forem positivos, pode ser uma alternativa renovada para esses equipamentos.

Compartilhe: