Social Media

Twitter vai limitar a exibição de usuários tóxicos

Além de suspender contas que propagam discurso de ódio, rede ocultará perfis agressivos

por Matheus Fiore

O Twitter pode não estar se movimentando para banir seus usuários tóxicos, mas aparentemente dificultará que esses perfis sejam encontrados. De acordo com o Gizmodo, o Twitter reduzirá os resultados de busca para usuários, digamos, controversos. Com a mudança, alguns perfis notórios por suas posturas agressivas não mais aparecerão nos resultados de pesquisas em dispositivos móveis, mesmo que você procure especificamente por eles.

Nos Estados Unidos, o ultra-nacionalista Richard Spencer e teóricos da conspiração de extrema-direita como Laura Loomer e Mike Chernovich são algumas das pessoas cujas contas serão afetadas pela mudança nas buscas do Twitter. Outras contas que aparentemente foram removidas do sistema de busca são a do organizador do movimento Una a Direita, que ocorreu em Charlottesvile, no ano passado, e teve raízes racistas explícitas, e Paul Joseph Watson, editor do Infowars, site de extrema-direita que constantemente distorce fatos históricos e atuais.

Há muito tempo os usuários vem pedindo para Jack Dorsey, CEO do Twitter, tomar partido e fazer algo sobre a atuação das contas de extrema-direita. Até hoje, a atitude de maior impacto tomada pela empresa foi remover o selo de verificação de contas. Por mais que o processo de obtenção do selo tenha sido dificultado, ainda há muitas contas que conseguem burlar o sistema e ter a marca azul em seus perfis.

No Brasil, o problema também existe. Algumas contas que espalham discurso de ódio, homofobia e machismo, foram banidas nos últimos meses. Infelizmente, boa parte delas acaba retornando e, com ajuda de outras contas maiores, logo recuperam sua base de seguidores.

Mesmo que não resolva o problema, é um grande passo ver uma rede do tamanho do Twitter se movimentar para garantir que, independente da posição política – afinal, não são todos os ativistas de direita que propagam ódio e desinformação –, todos aproveitem a plataforma de forma pacífica e respeitosa.