Adiado há 6 meses, “Novos Mutantes” não tem classificação indicativa e sequer começou as refilmagens

A 20th Century Fox, pelo visto, não tem muita ideia do que fazer com o derivado dos mutantes agora que foi comprada pela Disney

por Pedro Strazza

Um ano atrás, a 20th Century Fox estava a todo vapor botando em prática seu plano de expansão agressivo para a marca X-Men nos cinemas. Além de ter lançado “Logan” e “Deadpool”, duas produções censurados para menores de 18 anos, o estúdio também se preparava para colocar este ano incríveis três filmes distintos: a sequência das aventuras do mercenário tagarela interpretado por Ryan Reynolds, o “X-Men: Fênix Negra” que serviria de continuação à saga principal e um derivado intitulado Novos Mutantes, que introduziria um novo núcleo de personagens ao grande público com um tom voltado ao horror.

O que parecia garantido, porém, logo se revelou preso em um verdadeiro tornado de incertezas e mudanças dentro do calendário do estúdio, gerados pelo anúncio da absorção da empresa e suas propriedades pela Disney. Em meio ao vai e volta da compra nos canais oficiais, a Fox resolveu reorganizar o line-up inteiro, o que resultou no adiamento de mais de um ano das estreias de “Fênix Negra” e “Novos Mutantes” e a antecipação da estreia de “Deadpool 2” – talvez como forma de compensação pela bagunça, talvez apenas porque o filme estava praticamente pronto.

Assim, enquanto a continuação das aventuras dos alunos da escola de super-humanos do Professor Xavier foi jogada de novembro deste ano para fevereiro de 2019 (e, depois do primeiro trailer, para o próximo mês de junho), o “terror de super-heróis” dirigido por Josh Boone e estrelado por Maisie Williams e Anya Taylor-Joy – que já tinha até trailer e um grande painel realizado na última CCXP – ficou para agosto de 2019, praticamente um ano e meio de distância do 13 de abril de 2018 que servia como data de lançamento original. O motivo? Os executivos do estúdio queriam realizar refilmagens para deixar o filme mais próximo do terror, aproveitando todo o entusiasmo do público com o remake de “It: A Coisa” e produções de horror em geral.

O último rearranjo da data de lançamento de “Novos Mutantes” aconteceu em março. Mas ainda que tenham passado sete meses desde a notícia, o longa ainda sequer começou as refilmagens e, pior, não tem nenhum direcionamento definido.

Isso, pelo menos, é o que afirma o Collider, que em entrevista com o produtor Simon Kinberg ganhou uma espécie de confirmação de que o projeto está sendo marinado pelo estúdio. Além de dizer que a produção ainda não recomeçou, o executivo que atualmente chefia as produções baseadas nos personagens da Marvel na Fox também afirma que a classificação indicativa de “Novos Mutantes”não foi definida pela empresa, alegando que tudo ainda depende do ângulo que Boone planeja com a produção.

“É o tipo de filme que poderia ser R [equivalente à classificação 18 anos no Brasil] ou poderia ser PG-13 [equivalente à classificação para maiores de 12 anos].” afirma o produtor; “Ele é obviamente vendido como um filme de horror, e a maioria dos filmes de horror hoje vem com censura R, mas ele também conta com um elenco jovem, então nós vamos ver o que acontece”. Kinberg também classifica “Novos Mutantes” na entrevista como uma produção “bastante assustadora e ousada”. Confira a declaração completa abaixo:

As declarações de Kinberg salientam um clima bastante confuso dentro do estúdio. Alinhado com o recente adiamento de “Fênix Negra” – feito um dia depois do lançamento do primeiro trailer – a notícia de que “Novos Mutantes” se encontra intocado desde que a produção teve sua estreia movida em mais de um ano sugere que a 20th Century Fox estaria numa espécie de “terra de ninguém” no que se refere às produções envolvendo os personagens da Marvel graças à sua aquisição pela Disney: com o Marvel Studios de olho nos X-Men, a empresa pode não estar sabendo como lidar com os projetos que tem em mãos, que incluem além dos dois citados uma aventura solo do Gambit estrelada por Channing Tatum (que já perdeu três diretores) e filmes centrados na X-Force e no Doutor Destino.

Compartilhe: