Nos Estados Unidos, Ben & Jerry’s cria sabor “Resistência” para celebrar ativismo contra a opressão

“Pelican Resist” foi criado para contemplar aqueles que lutam contra a regressão de avanços políticos, sociais e ambientais conquistados nos últimos anos

por Pedro Strazza

Os Estados Unidos em breve vão passar pelas eleições para governador e outros cargos públicos “menores”, num momento do processo político nacional que por lá é conhecido como “midterm elections”. Considerando os estragos feitos pela administração Trump nos últimos dois anos e a influência do número de abstenções na última corrida presidencial, o momento eleitoral é tido como chave por grande parte do eleitorado, que vem empreendendo uma campanha massiva para estimular todos os setores sociais para votar. É uma ação que conta até com o ex-presidente Obama, que nos últimos dias participou de um vídeo onde rebate todas as desculpas dadas para não participar do período eleitoral.

Quem também resolveu embarcar no momento é o Ben & Jerry’s, a  famosa marca de sorvete norte-americana que anunciou nesta terça-feira a criação do sabor “Pecan Resist”. Lançado por tempo limitado, o novo produto é uma celebração a todos os ativistas que estão resistindo à opressão, à injustiça e às práticas danosas ao meio-ambiente. O novo sabor consiste de uma mistura de chocolate com pedaços de fudge branco e dark, nozes e amêndoas revestidas de fudge.

No anúncio à imprensa, a fabricante afirma que “não pode ficar calada frente às políticas que atacam e tentam regredir décadas de progresso em temas como a igualdade racial e de gênero, mudanças climáticas e direitos LGBTQ, de refugiados e de imigrantes”. Além do sabor especial, a empresa vai doar 25 mil dólares para quatro entidades de ativismo: a Color of Change, a Honor the Earth, a Women’s March e a Neta.

Confira abaixo o design do novo produto, que tem ilustração assinada por Favianna Rodriguez:

Esta curiosamente não é a primeira vez que o Ben & Jerry’s apoia causas sociais à partir de sabores de sorvete. Em 2015, a marca lançou no mercado o “Save Our Swirled” para promover o debate sobre o aquecimento global e renomeou o clássico “Chocolate Chip Cookie Dough” de “I Dough, I Dough” para celebrar a decisão da Suprema Corte dos EUA de liberar o casamento de pessoas do mesmo sexo para todo o país. Isso sem contar a ativa participação política dos fundadores Ben Cohen e Jerry Greenfield, que em 2016 chegaram a serem presos por protestar contra a reforma do financiamento político no capitólio em Washington.

Compartilhe: