Em parceria com what3words, Airbnb passa a sugerir estadias com nômades da Mongólia

Parceria tem como objetivo apoiar o turismo sustentável na região, ajudando tribo a explorar um novo fluxo de receita

por Soraia Alves

O Airbnb acrescentou uma nova experiência à sua lista de opções na plataforma: estadias com nômades da Mongólia. O projeto foi desenvolvido em parceria com o what3words, um sistema de geocodificação que codifica coordenadas geográficas usando apenas três palavras.

A utilização do sistema foi necessária já que o povo Dukha não possui endereço fixo nas montanhas da região, o que tornaria a busca dos viajantes praticamente impossível de ser feita pela plataforma.

A tecnologia desenvolvida pela what3words basicamente divide o mundo em uma grade com quadrados de 3mx3m. Cada um deles é um endereço composto de 3 palavras do dicionário, assim, para achar uma localização, basta digitar o endereço de 3 palavras.

A parceria tem como objetivo apoiar o turismo sustentável, ajudando a tribo a explorar um novo fluxo de receita para apoiar seu modo de vida tradicional. Vale ressaltar que os pastores de renas do povo Dukha têm lutado para manter suas tradições nos últimos anos e, desde 2012, a região onde moram, perto da fronteira com a Rússia, foi transformada em uma reserva ecológica.

No início deste ano, a Airbnb assinou um “Memorando de Entendimento” com o Ministério do Meio Ambiente e Turismo da Mongólia para garantir que a experiência seja um caminho para o empoderamento econômico e o desenvolvimento da comunidade.

Segundo Cameron Sinclair, líder de inovação social na Airbnb, a plataforma está entusiasmada com o projeto: “Na Mongólia, a falta de endereços tradicionais e o modo de vida nômade impediram que os moradores recebessem os convidados do Airbnb em suas casas. Nossa parceria oferece uma maneira inovadora de fornecer aos anfitriões um endereço preciso e confiável, enquanto está constantemente em movimento, e cria novas oportunidades de meios de subsistência para comunidades nômades e rurais na Mongólia e em todo o mundo”.

A listagem do Airbnb com os Dukha oferece a oportunidade de ficar em uma tenda na floresta de Taiga, no norte da Mongólia, com os hóspedes pegando “duas camas de madeira, sacos de dormir e um fogão aberto para aquecimento e alimentação, bem como acesso total para o quintal da tribo de renas”. O pacote ainda promete “imersão no dia-a-dia da tribo, desde pastorear e ordenhar renas até cozinhar pratos mongóis tradicionais e fazer artesanato”.

Compartilhe: