Loop quer revolucionar consumo sustentável substituindo embalagens descartáveis por materiais duráveis

Projeto é resultado de uma coalizão de empresas incluindo a P&G, a Häagen Dazs e a Tide

por Matheus Fiore

Em breve, cidadãos de Nova Iorque e Paris poderão comprar produtos com embalagens 100% reutilizáveis. A novidade faz parte da iniciativa Loop, projeto criado pela TerraCycle, que está criando um sistema focado no uso de recipientes destinados ao armazenamento de embalagens que possam ser higienizados e reaproveitados inteiramente, como reportou a FastCompany.

Criada pela coalizão de grandes empresas, o Loop é uma plataforma que minimiza desperdícios, prometendo lançar seus primeiros produtos já em 2019. “Embora a reciclagem seja de extrema importância, ela não corta o mal do desperdício pela raiz”, diz Tom Szaky, diretor executivo e co-fundador da TerraCycle, empresa conhecida por trabalhar com reciclagem de materiais difíceis.

Szaky descreve o Loop como uma plataforma que substitui as embalagens descartáveis de uso único por embalagens duráveis e reutilizáveis. Os consumidores assinam o serviço e solicitam os produtos, que são entregues em suas casas. Assim, em vez de descartar uma garrafa ou um saco, o consumidor apenas deixará os materiais na sua caixa Loop. Os produtos serão completamente higienizados para que possam ser reutilizados por seus fabricantes.

A parceria que originou o Loop foi anunciada no Encontro Anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Empresas como a Tide, a Häagen Dazs e a P&G são algumas das envolvidas no projeto. A TerraCycle, responsável pela coalizão, trabalhou juntamente com gigantes da indústria como Nestle, PepsiCo e Unilever para chegar ao modelo de lançamento do Loop.

O processo foi planejado pra funcionar de forma simples para os consumidores. O objetivo não é trazer grandes mudanças nos hábitos, mas sim criar formas de resolver questões de sustentabilidade sem ter que transformar completamente a rotina do consumidor. Tal modelo proporciona uma adesão mais provável, visto que é difícil mudar hábitos que já perduram há séculos.

“Queremos acabar com a cultura atual de ‘pegar, usar e descartar’, e estamos compromissados a dar grandes passos para projetar produtos prontos para a reutilização” declara Alan Jope, CEO da Unilever.

Ainda não há previsão para o desenvolvimento do projeto em outras cidades, estados ou países. Por tratar-se de uma iniciativa, é de se esperar que, inicialmente, o Loop concentre-se apenas em poucas cidades. Mas um possível sucesso do projeto tornaria sua expansão para o resto do mundo algo inevitável.

Compartilhe: