Wikimedia Foundation anuncia parceria com a Telefónica

por Luiz Yassuda

Foi com algum espanto que acabei de ler sobre a parceria entre Wikimedia Foundation (aquela da Wikipedia, entre outros projetos de conhecimento livre) e a Telefónica, já bastante conhecida entre o povo daqui.

Segundo o press release publicado no site da Wikimedia, a parceria foi firmada por um período de três anos, quando ambas as empresas trabalharão junto para disseminar o conteúdo livre produzido pelos diversos projetos da Wikimedia Foundation (e devo sempre lembrar: como, por exemplo, a Wikipedia) em canais desenvolvidos pela Telefonica: aplicativos, mobile web e outros canais de acesso que a empresa atua ou atuará.

Especificamente:

Aplicativos: desenvolvimento de aplicações mobile e para TV utilizando o conhecimento de projetos da Wikimedia.
PC Web: Criação de canais e busca para a Wikipedia, bem como o acesso ao vasto material multimídia acumulado pela enciclopédia.
Mobile web: Distribuição de conteúdo mobile da Wikimedia em portais da Telefónica.

Além disso, a Telefónica poderá explorar comercialmente todo e qualquer material da Wikimedia Foundation, que é considerado livre para todo o tipo de uso. Também dará suporte e patrocínio a iniciativas educacionais da Wikimedia Foundation.

Para bom entendedor, a empresa espanhola de telecomunicações supre um problema crônico da Wikimedia (principalmente por causa da Wikipedia): se bancar. Não é de hoje que suas pesquisas dentro da Wikipedia acompanham um pedido formal por doações, feito pelo Jimmy Wales, para ajudar a Wikipedia a conseguir pagar os seus servidores.

Contas pagas, criam-se alguns problemas:

O primeiro deles tem relação com a isenção que a Wikipedia sustenta: por ser fruto de uma fundação, a Wikipedia seria um terreno livre dos interesses comerciais e poderia tratar de assuntos da maneira mais imparcial possível. Num mundo em que todos têm algum interesse no que diz respeito à informação, a Wikipedia seria aquele canto utópico criado por hippies cibernéticos do bem que possibilitaria a qualquer um ter informação livre de manipulação.

Este discurso é tão forte que os usuários da Wikipedia o defendem a todo custo, muitas vezes passando por censores cruéis, eliminando artigos inteiros que contenham qualquer tipo de rastro de parcialidade comercial. Se a sua empresa de Social Media ainda vende “colocar a ação como verbete da Wikipedia”, tente executar a promessa uma vez apenas e conte quantos segundos e verbete dura por ali.

Como poderia agora a Wikipedia garantir, com 100% de credibilidade, que uma parceria com a Telefónica não irá interferir em alguns tópicos de interesse da empresa?

Um outro problema diz respeito ao uso que a Telefónica poderá fazer do conteúdo da Wikimedia de maneira comercial. Eu até acredito no press release, que garante que todo o “lucro” da Wikimedia é revertido para aumentar a sua capacidade de disseminar o conhecimento livre (pagar as contas). Mas estariam todos os usuários preparados para continuar defendendo com unhas e dentes um conteúdo que poderá ser explorado comercialmente pela Telefónica? O que torna, agora, a Wikipedia tão mais romântica que o Knol, do Google?

Finalmente: e quem garante que os frutos dos projetos da Telefónica envolvendo know-how da Wikimedia Foundation serão para o livre usufruto do homem?

Na verdade, eu não tenho conclusões. Somente dúvidas que tal parceria colocou na minha cabeça. Dúvidas que já haviam sido tratadas anteriormente, mas que finalmente se materializaram. E vocês, o que acham?

Compartilhe: