Cannes Lions cria diretriz para que jurados não perpetuem preconceitos

Intenção é incentivar que as campanhas avaliadas na edição 2019 sejam mais representativas e promovam a igualdade

por Soraia Alves

O Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions quer orientar os jurados de todas as categorias da premiação a não perpetuarem preconceitos e desigualdades de qualquer tipo na edição deste ano.

O festival criou uma nova diretriz com foco na orientação dos jurados para o combate de estereótipos de raça, gênero, etnia, idade, entre outros. A intenção é incentivar que as campanhas avaliadas na edição 2019 sejam mais representativas e promovam a igualdade.

Um posicionamento mais inclusivo de Cannes vem sendo visto desde 2015,
com a criação da categoria Glass: Lions for Change, que reconhece peças que combatem estereótipos femininos e masculinos. Já em 2017, a fundadora da Badger & Winters, Madonna Badger, convidou alguns jurados para analisar campanhas que reforçavam estereótipos, propondo um questionamento das mesmas.

As atuais diretrizes foram desenvolvida com apoio da Unestereotype Alliance, iniciativa da ONU Mulheres com foco no combate a preconceitos e estereótipos na indústria da comunicação.

O Cannes Lions 2019 acontece de 17 a 21 de junho.

Compartilhe: