Derivado de “Kingsman” ambientado na I Guerra Mundial, “The King’s Man” ganha trailer

Sai Colin Firth, entra Ralph Fiennes como grande cavalheiro inglês salvador da pátria

por Pedro Strazza

Hollywood anda tão louca no ácido da “franquilização” que aparentemente qualquer produção de sucesso dos últimos dez anos está ganhando um derivado para chamar de seu. Isso inclui Kingsman, o filme de espionagem dirigido por Matthew Vaughn que estourou ao retomar certos valores cafonas e ridículos do gênero numa roupagem moderna: depois de uma sequência há dois anos (o tal “O Círculo Dourado”), a agora série está para ganhar um prelúdio ambientado na Primeira Guerra Mundial antes de rumar para seu terceiro episódio, disposto a explorar as origens da agência de “cavalheiros da Rainha” que protegem o mundo e a Grã-Bretanha. O primeiro trailer acaba de sair – confira acima.

Intitulado no original “The King’s Man” (sacou o trocadilho?) e aqui traduzido com o subtítulo extremamente criativo “A Origem”, o inexplicável derivado mais uma vez traz Vaughn no comando e faz uma substituição de astros e jovens promissores ingleses: ao invés de Colin Firth e Taron Egerton, a produção é estrelada por ninguém mais que Ralph Fiennes e Harris Dickinson (este último que ganhou algum espaço nos holofotes após seu trabalho em “Beach Rats”). O elenco, aliás, segue o esquema de “O Círculo Dourado” e é todo entupido de estrelas (na sua maioria britânicas), incluindo aí gente do calibre de Daniel Brühl, Charles Dance, Gemma Arteton, Rhys Ifans, Djimon Hounsou, Stanley Tucci, Aaron Taylor-Johnson, Tom Hollander e Matthew Goode.

É todo um “Downton Abbey” para o que aparentemente é uma premissa simples de exploração do passado inglês, que inclui o conflito básico dos agentes (Fiennes e Dickinson) correndo contra o tempo para impedir que ameaças maléficas criem uma espécie de aparato que pode acabar com a vida de milhões e mudar os rumos da Grande Guerra. O trailer não mostra muito da história para se concentrar na ação “descolada” da série aplicada no ambiente do começo do século 20, é claro, mas já dá pra ver que uma coleção de figuras notórias da História estará envolvida na trama, incluindo aí o que parece ser um Rasputin espadachim (?).

De qualquer forma, “Kingsman: A Origem” chega aos cinemas brasileiros no dia 13 de fevereiro de 2020. O longa também ganhou o primeiro pôster abaixo.

Compartilhe: