AQUELE momento do final de “Game of Thrones” envolvendo o Trono de Ferro foi um acidente

O que era um momento simbólico de vingança no fim se revelou apenas uma mera tragédia colateral de uma situação de fúria

por Pedro Strazza

AVISO: Não que não esteja implícito (ou que alguém que acompanhe a série já não saiba os acontecimentos finais), mas este texto obviamente contém SPOILERS da última temporada de “Game of Thrones”.

“Game of Thrones” recentemente confirmou o domínio na lista de indicados do Emmy deste ano, mas enquanto prossegue nas redes sociais e rodas de amigos a discussão sobre os méritos da última temporada da série da HBO justificarem ou não as 32 nomeações recebidas no prêmio, a Television Academy liberou na íntegra aos usuários do seu site oficial os roteiros da vez indicados às categorias de escrita. Isso inclui, claro, o “The Iron Throne” que serviu de series finale à adaptação televisiva dos livros de George R.R. Martin e logicamente polarizou a internet com seus desfechos controversos para os personagens da história.

Até aí é o procedimento normal da premiação, mas o que passou batido nessa história é que o roteiro escrito pelos showrunners David Benioff e D.B. Weiss desmente uma noção que o público como um todo (fosse o que curtiu, fosse o que detestou) tomou como natural no curso dos eventos finais da série: a de que o dragão Drogon teria derretido o desejado Trono de Ferro da trama de propósito após Jon Snow (Kit Harrington) assassinar Daenerys Targaryen (Emilia Clarke). De acordo com o texto final do episódio inscrito para competir pelo Emmy, a situação não foi calculada pela criatura e no fim foi um belo de um acidente consequente da ira do bicho.

Já está irritado? Acalme-se, pois você ainda não leu como a cena é descrita pela dupla no roteiro:

[Drogon] olha para Jon. Nós vemos o fogo crescer em sua garganta. Jon vê de forma bastante clara. Ele se prepara para morrer. Mas a explosão não é para ele. Drogon quer queimar o mundo, mas ele não quer matar Jon. Ele assopra o fogo na parede na parede ao fundo, explodindo o que sobrou da grande parede de tijolos de pedra vermelha. Nós olhamos sobre o ombro de Jon enquanto o fogo se alastra em direção ao trono – não o alvo da ira de Drogon, mas um espectador burro pego pelo incêndio.

David Benioff e D.B. Weiss, “The Iron Throne”

E isto, senhoras e senhores, é um texto que foi indicado ao Emmy de Melhor Roteiro de Série Dramática. Por que não basta anular a imagem de um dragão destruindo um objeto que foi responsável pela morte de sua mãe, tem que retratar o mesmo como mais um “espectador burro” pego pelo fogo (?).

Para quem tiver curiosidade, o roteiro de “The Iron Throne” e de seus concorrentes por enquanto está disponível apenas para os usuários da plataforma do site do Emmy, mas deve ser liberado para todo o público pouco depois da realização da cerimônia de premiação no próximo dia 22 de setembro.

Compartilhe: