Coca-Cola aposta na geração Z para promover Diet Coke no Reino Unido

Empresa lança série de latas especiais da bebida com termos e expressões usadas pelo público jovem de hoje (e óbvio que já tem gente traumatizada)

por Pedro Strazza

A geração Z é a próxima grande onda que a cultura pop deve surfar nos próximos meses e (quem sabe) anos, e a publicidade está começando a reparar nisso. Bom exemplo disso é a Coca-Cola, que no Reino Unido decidiu promover a sua Diet Coke a partir da nova geração de jovens e, em especial, as expressões do momento dessa galerinha do barulho.

Produzido pela Wieden + Kennedy London, a campanha “You Do You” tem como principal chamariz o novo visual das latas da variação diet da Coca, que ao invés de apresentar o típico “Diet Coke” agora carrega oito variações de termos como “I’m in”, “It’s lit” e “yaasss”. O objetivo, claro, é tentar introduzir a bebida no mercado nascente, dado que na terra da rainha a Coca Diet vem patinando nas vendas já há alguns anos.

Além das latas, a Coca também lançou recentemente um comercial de 30 segundos que brinca com o imaginário da atual juventude pela subversão em seu extremo oposto – o que no caso significa estrelar a peça com duas idosas brincando com um genérico de Tinder e falando coisas como o tal “You Do You” da campanha. Confira acima.

De acordo com Tuuli Turunen, diretora de marketing da Diet Coke, a ideia da campanha é estimular o público a agir como eles mesmos ao invés de seguir os estereótipos de sempre, uma noção que fica mais clara no comercial das idosas. “A Diet Coke é aproveitada todo dia e o lançamento de uma nova campanha suave que celebra os momentos ‘você seja você’, desde as tendências culturais do momento ao ato de aproveitar os prazeres diários, é uma forma de encorajar os fãs a serem eles mesmos” escreve a executiva na divulgação da ação.

Achou lindo, mas ainda não entendeu nada do que significa os termos nas latas? Relaxa, você não está sozinho: por mais bem intencionada que seja, a campanha tem gerado aflições em um parcela do público britânico menos “jovem”, que vem expressado nas redes sociais seu sofrimento de perceber que a idade chegou da forma mais traumática possível.

Compartilhe: