impossible-whopper

Cliente vegano processa o Burger King por “contaminar” Impossible Whopper com resíduos de carne

Cliente alega carnes à base de plantas usadas no Impossible Whopper são feitas nas mesmas grelhas que as carnes bovinas dos Whoppers tradicionais

por Soraia Alves

O Burger King está sendo processado por um cliente vegano que alega que os burgers da rede feitos à base de plantas, na verdade, acabam todos “contaminados” com resíduos de carne animal.

Na ação movida na Flórida, o cliente Phillip Williams registra que os Impossible Burgers, carnes à base de plantas que são usadas no Impossible Whopper, são feitos nas mesmas grelhas que as carnes bovinas que vão nos Whoppers tradicionais, tornando a versão vegana do Whopper imprópria para quem não come carne animal.

A ação foi registrada em caráter coletivo, ou seja, Phillip pede que a rede de fast food pague uma indenização a todos os clientes que se sentirem lesados.

O processo considera as práticas de negócios do Burger King falsas e enganosas, e acusa a cadeia de restaurantes de violar a Lei de Práticas Comerciais da Flórida.

Em email ao Fast Company, o BK alegou não comentar “os litígios pendentes”.

Depois de um teste feito nos Estados Unidos em abril, o Impossible Whopper foi lançado oficialmente em agosto e, no Brasil, ganhou o nome de Rebel Whopper. Seu slogan reitera que o hambúrguer é feito à base de plantas e é “100% Whopper, 0% Beef”.

No site do BK, no entanto, a empresa informa que embora o lanche seja “0% carne”, os clientes podem pedir um preparo feito separadamente para que burger de plantas não vá na mesma grelha dos hambúrgueres de carne.

Compartilhe: