chrisevans_worldpremiere_waltdisneystudiosmotionpictures_avengersendgame_2019-1800×1200

Chris Evans vai lançar site de política para pessoas que acham os textos da Wikipedia muito longos

Ator busca fazer do A Starting Point uma plataforma para criação de "cidadãos informados, responsáveis e empáticos" a partir de respostas rápidas de políticos a questões simples do meio

por Pedro Strazza

Em uma nova entrevista concedida esta semana à revista Wired, o ator Chris Evans confirmou que está preparando o lançamento de um novo site chamado A Starting Point, cujo foco será facilitar o entendimento do público sobre temas políticos com a brevidade de aprendizado que a internet possibilita hoje. A ideia, segundo o próprio, é ajudar a criar “cidadãos informados, responsáveis e empáticos”, além de promover o discurso respeitoso no campo e “envolver mais pessoas” em torno dos assuntos públicos.

De acordo com a entrevista, o site a princípio deve ser organizado em torno de múltiplas sessões sobre temas como imigração, saúde, educação e economia, exibindo múltiplas perguntas sobre cada assunto cujo ponto em comum é a impossibilidade das pessoas normais em criar uma resposta sucinta e capaz de satisfazer a dúvida de quem questiona. Cada tópico contará com uma explicação rápida e gravada em vídeo por um político democrata e membro do Congresso dos EUA, fruto das mais de mil gravações que Evans realizou em múltiplas viagens a Washington no último ano.

A parte mais curiosa, porém, é mesmo como a plataforma veio a ser pensada pelo ator, pois tem a ver justo com a extensão dos textos do site que é hoje a referência máxima em informação bruta: a Wikipedia. Segundo Evans, a primeira vez que ele pensou no A Starting Point aconteceu quando ele estava assistindo o noticiário e não soube identificar um acrônimo citado pelos jornalistas, o que o levou a acessar a enciclopédia virtual para descobrir o significado do termo – e se desesperar com o tamanho dos artigos. “É uma coisa que não tem fim e você fica pensando ‘quem vai ler 12 páginas ou algo sobre aquilo’?”.

Evans não chegou a comentar uma data de lançamento para o site, nem se haverão mais funcionalidades na plataforma que permitam o público ter acesso a mais informações além das declarações em vídeo feitas pelos políticos convidados por ele para responder as questões.

Compartilhe: