fbpx
badoo-nudes-indesejados

Badoo lança recurso que esconde “nudes” indesejadas

Iniciativa do aplicativo quer proteger seus usuários contra o assédio

por Soraia Alves

No mundo dos relacionamentos modernos, enviar ou receber uma “nude” (foto íntima) já virou um comum para muitas pessoas. Porém, essa ação pode ser tanto positiva, quando ambos estão na mesma vibe e querendo compartilhar intimidade, quanto desagradável, caso a outra pessoa não tenha pedido este tipo de foto. 

Por esse motivo, o Badoo lançou globalmente a ferramenta “Detector de Privacidade” que esconderá fotos íntimas dando ao usuário a escolha de ver ou não o que for compartilhado com ele através do aplicativo. 

De acordo com a rede social, é de extrema importância que seus usuários tenham o poder de decidir qual tipo de conteúdo querem ver. Por este motivo, o novo recurso dá a possibilidade ao usuário de, ao recusar uma foto, escolher entre continuar conversando com a pessoa, bloqueá-la e/ou denunciá-la.

Para o Badoo, essa é mais uma das iniciativas do aplicativo para proteger seus usuários contra o assédio. Todas as denúncias feitas são analisadas por um time que fica à disposição 24 horas por dia. E, caso julguem necessário, o perfil de quem cometeu a violação pode chegar a ser bloqueado permanentemente do app.

De acordo com Martha Agricola, diretora de marketing do Badoo, muitas mulheres recebem esse tipo de conteúdo, na maioria das vezes sem pedir, e podem se sentir desconfortáveis com o comportamento abusivo do outro: “Buscamos sempre orientar e ensinar nossos membros de que o respeito e a sinceridade devem sempre vir em primeiro lugar”, explica.

Enviar “nudes” sem consentimento no Brasil já é crime desde outubro de 2018. O delito é definido como a prática de ato libidinoso contra alguém, sem consenso, para satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro. Com o “Detector de Privacidade” no aplicativo, o Badoo dá mais um passo em prol do bem-estar físico e emocional de seus usuários. 

Compartilhe:
icone de linkCopiar link