Mais um: Cannes Lions é adiado para outubro devido a pandemia do coronavírus

Festival acontece agora entre os dias 26 e 30 de outubro, com a possibilidade de extensão dos prazos de inscrição

por Soraia Alves

[Atualização: 18/03, 10h30]

É oficial: O Cannes Lions é a mais nova vítima do coronavírus. Depois das declarações na semana passada, a organização confirmou nesta quarta-feira (18) que vai adiar a realização do festival para outubro, entre os dias 26 e 30.

De acordo com o comunicado oficial, a decisão se deu em torno da saúde e do bem estar dos visitantes do evento, além de ter contado com cooperação da cidade de Cannes para fazer a transição da janela de julho para outubro. Os prêmios e júris se mantém os mesmos, mas a organização diz estar desenvolvendo novos prazos de inscrição para englobar mais campanhas e se adequar aos “desafios” do momento.

[Fim da atualização, notícia original abaixo]

Com o anúncio oficial da Organização Mundial da Saúde sobre o coronavírus ter se tornado uma pandemia global, muitos outros eventos mundiais devem anunciar o seu cancelamento ou adiamento. É o caso do Festival Internacional de Criatividade de Cannes, o Cannes Lions, que tradicionalmente acontece em junho, mas informou hoje que já tem um plano de contingência para transferir o festival para outubro, caso a situação do coronavírus não tenha sido adequadamente contida até junho.

Em seu comunicado oficial, o festival diz que pode postergar a decisão até, no mais tardar, o dia 15 de abril. De qualquer forma, a mudança da data atual (22 a 26 de junho) para a nova data (26 a 30 de outubro), será informada com antecedência pela organização.

“Como estamos hoje, todos os nossos planos estão seguindo o cronograma previsto e ainda estamos trabalhando para o Cannes Lions 2020, conforme planejado em 22 de junho”, disse o diretor-gerente do Cannes Lions, Simon Cook, em comunicado. “No entanto, como a situação global está evoluindo constantemente, queremos ser abertos sobre nossos planos de contingência. Consultamos nossos clientes e parceiros e nos preparamos adequadamente, implementando medidas para permitir flexibilidade, caso seja necessário. Como sempre, a segurança de todos os envolvidos é nossa maior prioridade e qualquer decisão que tomarmos refletirá isso”, explica.

O planejamento de contingência ocorre porque a França tem apresentado um aumento exponencial no número de infectados com o coronavírus. Até terça-feira, o país havia registrado 1.784 casos confirmados, sendo 84 em terapia intensiva e 33 em fatais.

No domingo, o governo francês baniu temporariamente todos os eventos com mais de mil participantes, seguindo uma proibição anterior de eventos com mais de 5 mil participantes. O Cannes Lions atrai cerca de 12 mil participantes oficiais a cada ano, com muitos mais profissionais de marketing e tecnologia chegando de diferentes lugares do mundo para participar do evento.

De tamanho semelhante, o Festival de Cinema de Cannes está programado para acontecer ainda mais cedo, de 12 a 23 de maio, e até o momento, a organização não fez nenhum anunciou sobre a realização ou adiamento do evento.

Compartilhe: