Mesmo com fim da pandemia, Twitter vai permitir que maioria dos funcionários trabalhe sempre de casa

Medida só não vale para cargos e setores que envolvam uma presença física nos escritórios, incluindo aí os serviços de manutenção

por Pedro Strazza

Em comunicado enviado por e-mail a todos os funcionários nesta terça-feira (12), o CEO do Twitter Jack Dorsey anunciou que a esmagadora maioria do quadro de trabalhadores da companhia terá permissão de continuar a trabalhando de casa mesmo depois do fim da pandemia. De acordo com o Buzzfeed News, a decisão só não vale para todos os empregados da rede social por conta da existência de alguns cargos e posições – incluindo os relacionados a manutenção – que ainda exigem uma presença física nos escritórios da empresa.

A medida acontece pouco mais de dois meses após o Twitter passar a encorajar os funcionários a trabalhar de casa para ajudar a combater a disseminação do coronavírus, seguindo passos de outras companhias do Vale do Silício para a prevenção da doença. É também uma aceleração dos planos de Dorsey para distribuir o esquema de trabalho da empresa, dita pelo próprio CEO no início de fevereiro, durante uma reunião com os acionistas.

“Nós refletimos muito sobre como abordar isto desde o momento que éramos uma das primeiras empresas a mover o trabalho para o esquema domiciliar.” declara um porta-voz do Twitter ao Buzzfeed; “Nós vamos continuar a ser, e vamos continuar a colocar a segurança de nosso público e comunidades em primeiro lugar”.

Dorsey e o Twitter vem se mantendo bastante ativos no combate à pandemia, com o CEO tendo anunciado no mês passado uma doação de um bilhão de dólares para auxiliar organizações dedicadas à crise e a contenção do vírus. O curioso é que ainda não se sabe se a Square Inc., a outra companhia tocada pelo executivo, vai seguir as mesmas ações do Twitter na questão do home office.

Compartilhe: